13 de Outubro de 2006

Eu tinha razão. Já vos disse que sou um excelente observador? Pois no que toca a observar as fotos mistério da Esquire, nem dúvidas tive!

Está confirmadíssimo, a vencedora do ano de 2006 para a mulher mais sexy do mundo foi Scarlett Johanson. Cliquem no nome da moça para irem dar ao site da Esquire de forma a poderem ver com os vossos próprios olhos.

publicado por Ricardo Fernandes às 12:47 link do post
28 de Setembro de 2006

A Esquire está a eleger a mulher mais sexy do mundo. O ano passado a batata quente calhou a Jessica Biel, mas este ano ainda ninguém sabe. Até aqui nada demais… aliás as revistas da concorrência já fizeram o mesmo este ano e praticamente todas escolheram a mesma pessoa: Scarlett Johansen.

A novidade na Esquire este ano, para além da contagem de votos entre as nomeadas, é que há já 5 meses que eles estão a publicar uma foto de corpo completo da vencedora, sem se ver a cara. As participantes são: Jessica Biel, Jessica Alba, Kate Hudson, Reneé Zellwegger, Nicole Kidman, Rebecca Rojmin, Jayme Presley, Rachel McAdams e Scarlett Johanson.

Eu acho que é a Scarlett, tenho quase a certeza, pelas pernas e pelos… errm… pela… Caixa torácica!!! Enfim… cliquem aqui para ir ao site da Esquire. Ou simplesmente cliquem na imagem abaixo e vejam se é ou não o que eu penso?


Free Image Hosting at www.ImageShack.us

publicado por Ricardo Fernandes às 15:17 link do post
19 de Setembro de 2006

A celebridade escolhida para hoje é Tara Reid. Não sou particularmente fã da jovem, mas acho piada à sua voz rouca…

Tara Reid ficou conhecida pela maioria do público português, pela sua participação em “American Pie”. Foi aí que toda a gente passou a ter o nome desta loira de olhos azuis com 1,65 m como referência nas páginas do Google.

Até ao grande sucesso desta comédia de 1999, já contava no currículo com 11 participações quer na tela, quer no pequeno ecrã. Urban Legend, The Big Lebowski e Cruel Intentions são apenas alguns dos títulos mais importantes.

Nascida em 1975, começou a sua carreira de actriz na série televisiva "Child's Play" (1982) com apenas 7 anos. Apareceu em vários anúncios de TV e frequentou a “Professional Children's School” onde foi colega de Sarah Michelle Gellar, Jerry O'Connell e Macaulay Culkin. Mais tarde viria a fazer um filme com Jerry O’Connell (Body Shots).

A sua carreira só despontou com The Big Lebowski, mas ainda assim como já referi, American Pie é que trouxe para a Ribalta. Em 2004 pôs silicone nos seios (tendo um momento hilariante que explicarei mais abaixo) e a sua carreira é descendente na qualidade de filmes protagonizados a partir daí. Tirando alguns sucessos (provenientes de outros actores) tais como Van Wilder com Ryan Reynolds, My Boss's Daughter com a então estrela emergente Ashton Kutcher ou ainda a sua participação na espectacular série "Scrubs" com Zach Braff, filmes como Alone in the Dark ou The Crow: Wicked Prayer não lhe fizeram muito bem à carreira.

Apesar destes cenários a rapariga continua na boca do mundo. É uma das melhores amigas de farra Paris Hilton sendo apanhada quase numa base diária: bêbada que nem um cacho (se carregarem no link vão dar a um site com um jogo giro sobre isso). Começou a ser rotulada de (e estou a citar) “vaca e bêbada”. Isto leva-nos ao meu momento favorito dela, quando numa entrevista estava a chorar por lhe chamarem “vaca”, ela justifica-se emocionada dizendo: “Ok… Eu embebedo-me e danço em cima das mesas dos bares… e então? Qual é o problema?”. Creio que o argumento não terá resultado muito bem, mas é só uma opinião.

Voltando a 2004 quando pôs silicone, após a cirurgia vai à festa de 35 anos do P. Diddy onde na carpete vermelha cai uma alça do seu vestido e é fotografada com um “seio pós-operatório” que podem ver aqui e aqui. Talvez a verdadeira razão de se embebedar…

Com uma pequena pesquisa no google, juntando as palavras “Tara” e “Drunk”, verão o resultado de anos de trabalho desta actriz em Hollywood. Ou então para cinema… carreguem aqui.


publicado por Ricardo Fernandes às 14:42 link do post
01 de Setembro de 2006

Hoje iniciamos um novo tópico neste blog. Personalidades. Elas vão fazer parte do mundo do cinema, da música, da televisão e ocasionalmente poderão ser ficcionais.

Jennifer Connely foi a escolhida para 1ª Dama e aqui fica um pouco da sua história. 

Nascida a 12 de Dezembro de 1970 em New York, cresceu toda a sua infância em Brooklyn Heights, exceptuando quatro anos que os pais viveram em Woodstock. Aos 10 anos de idade um amigo de família, levou-a para um casting de publicidade. Cedo começou a aparecer em publicidade de jornais, sendo presença regular na revista “Seventeen”. Depressa saltou para o pequeno ecrã em mais publicidade.

A estreia no cinema acontece em Once Upon a Time in America de 1984, onde dançou com um vilão. Mais tarde nesse ano entrou na série  "Tales of the Unexpected". O primeiro papel para cinema foi o filme de Dario Argento, Phenomena (1985). Aparece ainda nesse ano no video-clip "I Drove All Night" de Roy Orbison, juntamente com Jason Priestley.

 

Em meados dos anos 80 lança um single "Monologue of Love" no Japão, onde canta em japonês. Faz uma série de anúncios neste país.

De volta aos EUA, faz uma data de filmes sem grande sucesso até entrar em Labyrinth (1986). Jennifer conseguiu o lugar depois de uma busca por todo o país pela actriz principal. Foi dirigida por Jim Henson e produzida por George Lucas. A carreira este aqui no período baixo, até Dennis Hopper ter-lhe oferecido um papel num filme, mas este não teve grande sucesso.

The Rocketeer (1991) foi então a grande lufada de ar fresco. Durante as filmagens conhece Bill Campbell, com quem vive 5 anos. A sua carreira ganha vida novamente.

Depois Rocketeer, Jennifer entrou em  Career Opportunities (1991), The Heart of Justice (1993) (TV), Mulholland Falls (1996) e Inventing the Abbotts (1997). Em 1997, após o nascimento do seu primeiro filho, fruto de uma relação com o fotógrafo David Dugan, foi convidada pelo director Alex Proyas para Dark City (1998) um dos meus filmes favoritos. A crítica foi muito favorável neste filme impulsionando-lhe a carreira de modo a obter um contracto com a Fox para a série de TV "The $treet" (2000), um papel principal em Waking the Dead (2000/I), e no fenomenal filme independente Requiem for a Dream (2000). Este papel valeu-lhe uma nomeação de um Spirit Award. Seguiu-se Pollock (2000). Ron Howard escolheu-a para co-protagonizar o galardoado A Beautiful Mind (2001) Russell Crowe. Neste papel ganha o Óscar de melhor actriz secundária. Nas filmagens conhece Paul Bettany com quem se casa e tem um filho. Mais tarde entra nos filmes Hulk (2003), House of Sand and Fog (2003) e no remake do filme nipónico Dark Water (2005)

Curiosidades:

Ficou em #14 em "25 Sexiest Women of 1993" na Celebrity Sleuth's

Ficou em #53 em "103 Sexiest Women"(2003) da Stuff

Ficou em #74 em "100 Sexiest Women" da FHM.

Ficou em #85 em "Most Desirable Woman"(2002) da Askmen.

Ficou em #88 nas "100 Sexiest Women in the World 2005" da FHM

Was named one of the 50 Most Beautiful People by People Magazine in 2002.

É vegan.

publicado por Ricardo Fernandes às 14:32 link do post
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
2016...Para Luz eu te ordeno!..Para luz eu te Orde...
De mora muito parece que n gosta de ganhar dinheir...
Postagem de 2006 comentários 2012 e ja no final de...
To esperando até hoje!! kkk..
cara o jason é o maior maniaco dos filmes o filme ...
Eu me apaixonei com ele
2014 E NADA DE CONSTANTINE 2 ???????????
Gosto muito deste filme não só gosto...
Ele é um boneco muito ruin. Apesa tamb&eacu...
Deculpa mas é velho mesmo
blogs SAPO