30 de Março de 2010

Já não fumava há 1 e 5 meses quando na quarta-feira fumei dois cigarros e não quis parar desde então. Sinto a necessidade de escrever para apaziguar o meu sentimento de culpa e explicar a minha relação com o Tabaco.

 

Para melhor se entender em venho de uma família onde tanto o meu Pai como a minha Mãe fumavam. O meu Pai fumava bastante menos que a minha Mãe, tendo estado cerca de 8 anos sem fumar desde o nascimento do meu irmão até eu ter mais ou menos 19 anos. A minha mãe não… sempre fumou 1 maço por dia. Inclusivamente “usou-me” durante anos para lhe comprar tabaco e eu obstinadamente só fumei em condições no ano de 1998. Estava no verão, no Algarve com os meus melhores amigos. Nenhum de nós fumava regularmente. Mas compramos para as férias um volume de Marlboro e tabaco de enrolar Águia. De 5 que éramos, só 1 é que não voltou a fumar, os outros são todos viciados em tabaco.

 

Eu fumei regularmente até em 2006. Nesse ano, num novo emprego, estável e onde ganhava o dobro do meu anterior trabalho resolvi que era altura para deixar de fumar e numa tarde a 11 de Novembro, deixei de fumar. O meu maço de tabaco tinha um cigarro e aí ficou durante 6 meses. Andei com esse maço todos os dias, olhando para ele quando me apetecia fumar. Aquilo deu-me a sensação de escolha. Sempre que queria fumar, olhava e decidia se valeria a pena o esforço. Durou 9 meses. Mais uma vez em férias, desta vez com a minha namorada (agora Wifey) e achando que tinha o vicio completamente controlado, compramos um SG Mentol, para experimentar algo novo e divertido, nessas férias. Primeiro fumava ao fim de semana, depois só à noite e por fim voltei a fumar o meu maço por dia. Às vezes mais. Tudo no espaço de 1 mês. Na verdade e embora pareça desculpa, nessa altura fui promovido. Deixei uma zona confortável na empresa e passei a ter mais responsabilidades. De duas marcas que trabalhava, passei a trabalhar 8. Uma delas não me deixava respirar e para meu descontentamento, não recebia mais por isso.

 

Fumei continuamente até 2008. A 9 de Outubro, achei que era altura para voltar a deixar de fumar. Desta vez a táctica do cigarro dentro do maço não resultou e tive mesmo de cortar todos os laços com o tabaco. Fi-lo porque estava a começar a andar num ginásio e não me sentia bem a correr, fi-lo porque a minha Wifey (na altura ainda namorada) é alérgica ao fumo e porque eu ressonava imenso, por causa disso. Estive 1 ano e 5 meses sem fumar. Passei por um casamento, pelo desemprego e não voltei a fumar. Mas nunca, nunca deixei de querer fumar. Todos os dias me apetecia um cigarro. Todos os dias, quando os meus colegas iam fumar, eu queria ir também. Todos os dias.

 

Se da primeira vez foi derivado (sobretudo) ao stress do trabalho, desta vez aponto o dedo a duas situações: a vida de casado e a mim. Eu nunca quis na realidade deixar de fumar. O fumo, deixa-me calmo (até tenho a tensão mais baixa e tudo), o fumo dá-me paz. Agora não me entendam mal! Eu adoro estar casado. Adoro a minha mulher, mas uma coisa é viver sozinho outra é partilhar e pior, viver as dores do outro como se fossem nossas. Tudo mexeu comigo e resisti, resisti, até que na ultima quarta-feira não aguentei mais.

 

Suponho que seria uma questão de tempo. O stress misturado com a minha vontade, foram os ingredientes letais e voltei a fumar. Estou com uma média de 5/ 6 cigarros por dia. Vou controlar-me para não fumar mais que isso e quando tudo estiver melhor, quando a minha mais que tudo conseguir estiver bem, também eu vou o estar e porque a amo, vou deixar novamente o tabaco. Quem sabe para sempre. Agora? Não consigo e não quero.

publicado por Ricardo Fernandes às 13:08 link do post
16 de Março de 2010

 Detesto não ir à casa de banho. Esta dieta, já da última vez teve o mesmo efeito: passava dias sem ir ao WC. No entanto tinha uma espécie de pastilhas naturais que mascava e engolia e era trigo limpo, no dia seguinte estava eu a ir ao WC.

 

Ora desta vez e quando tudo estava a correr bem, deixei de ir ao WC quinta-feira. Estou hoje cheio de dores de cabeça, inchado e sem conseguir fazer seja o que for. Como é obvio na consulta ela deu-me uns comprimidos de fibra para tomar, que começasse a comer kiwi em jejum, mas até agora nada disso adiantou. É certo que já fui alguma coisa, mas logo a seguir ao Ducolax (que fui comprar à Farmácia) e mesmo assim ainda não era tempo de fazer efeito. Acho que ainda

 

Certo é o seguinte, peso exactamente o mesmo e tenho o mesmo volume de cintura que tinha há 1 semana atrás e eu só posso considerar isso, uma vitória. Por acaso tinha-me pesado na quinta-feira e estava com 1,5kg a menos, portanto considero que a semana foi um sucesso. Mais uma vez não tive grandes excessos. Já foram introduzidos mais alimentos na dieta e hoje é finalmente dia de sopa. É dia de Sopa, não pela dieta, mas porque não consigo meter nada na boca sem ser sopa… (Perguntei à moça da dieta 10 e ela disse que sim… portanto…).

 

Resumindo e concluindo, continuo com os meus 87,6kg e 100 cm de diâmetro.

 

Para a semana, já tenho este problema resolvido e estou nos 85 e qualquer coisa.

publicado por Ricardo Fernandes às 17:16 link do post
10 de Março de 2010

Comecei uma dieta a semana passada. A famosa Dieta 10, que é a mais restritiva de todas as dietas que conheço. Mas esta não é a primeira vez que recorro a ela, é de facto a terceira.

 

Num regresso às origens, tudo começou em Janeiro de 2009. Tinha eu 95 kg e a tendência era para aumentar cada vez mais, as minhas calças não me serviam, as camisas esticavam e eu já usava o subterfúgio que todos os gordos usam que é o recurso à pêra e ao bigode. Para piorar rapei o cabelo nessa fase e parecia ter uma bola entre os ombros.

 

Semana após semana, fui à Dieta 10. Comia um pão muito manhoso, fiambres de peru ou frango, umas ampolas em jejum, carnes brancas, muito peixe grelhado e um liquido durante o dia que me fazia ir ao WC de 5 em 5 minutos literalmente. O resultado é que em Março já pesava 85 kg e deixei de ir à Dieta 10. Embora a Dieta tenha resultados rápidos, a verdade é que estamos constantemente a ser impingidos ou de ampolas, ou gelatinas, enfim um sem número de items que me faziam pesar menos em todos os aspectos… gordura e dinheiro.

 

Ora de Março a Maio apenas perdi 3kg sendo que dois deles foram na semana de 23 de Maio e é verdade também que por essa altura eu andava a “dar no ferro” com muita fervura e vigor. Sabendo que o músculo é mais pesado que a gordura, eu sentia-me bem. Sentia-me magro, tive de mandar apertar a roupa toda, tinha músculos. Casei no dia 23. Esse primeiro mês de casado, não foi um mês de dietas. O Casamento, a lua de mel em Barcelona, o próprio primeiro mês em casa… mais 3 ou 4 kg…

 

Então Wifey decide também perder uns kilos a mais. Volto à dieta 10. Como todos sabem, o metabolismo do homem é mais rápido a queimar gordura que o de uma mulher e se eu consigo perder uma média de 2 kg por semana,  a Wifey não… isso e em conluio com o quão violentas são as primeiras semanas de dieta, fez com que ela quisesse mudar de dieta e eu acabei por me acomodar e não ir mais.

 

Estava portanto com 85kg, ia ao ginásio regularmente, não perdia mas também não ganhava peso, até que no final de Julho o impensável acontece e não me renovaram contrato onde estava a trabalhar. O rude golpe emocional, bem como financeiro, veio-se revelar devastador na minha dieta. Não consegui parar de comer cada vez mais e com os cortes orçamentais deixei de frequentar o ginásio. A força anímica também era nula e todas as tentativas de me contra balançar deste rude golpe foram no foro emocional. Comecei a tirar fotos e fazer sobretudo coisas que não requeriam esforço físico. Ainda tentei correr no pontão de Oeiras, mas se corri 5 vezes em 2 meses foi muito.

 

Em finais de Novembro, já estava estável financeiramente. Como há males que vem por bem, acabei por ter 2 trabalhos desde que o meu contrato terminou. O primeiro durou um mês e felizmente recebi uma proposta onde fiquei ainda melhor do que quando fui forçado a sair em Julho do ano passado. Inscrevi-me no Solinca, tinha na altura 88 kg e queria emagrecer, consolidar novamente a massa muscular, entretanto substituída por uma enorme barriga.

 

Nunca consegui ir frequentemente ao ginásio até Janeiro conseguia ir às vezes 2x semana, outras vezes 2 semanas sem ir. O regime alimentar nunca melhorou e embora eu fizesse esforços durante a semana é facto que durante o fim de semana sempre que saia e ia jantar fora, restabelecia o que perdia durante a semana e ainda ganhava algumas coisas. No final de Fevereiro tomei a decisão. Vou voltar a frequentar a Dieta 10. Não vou ter dinheiro novamente para tudo, mas vou às consultas e vou filtrando aquilo que posso comprar ou não.

 

A 1 de Março de 2010 fui à minha primeira consulta e o corte foi novamente radical. Tenho até um plano, acordo e tomo as ampolas em jejum (Vitalmin10 e Hepatocomplex), bebo um copo de leite (aprox 250g) e depois como duas fatias de pão de aveia (que é seco como tudo) com fiambre de aves. Isto aí às 8 da manhã. Às 10 horas como uma maça ou laranja. E almoço às 13h carne ou peixe grelhados, com alface ou pepino. Por volta das 16 horas, como um iogurte magro e às 18 horas como uma gelatina. Nos dias que vou ao ginásio, é meia barra de cereais dieta10 com 2 copos de água. Ao jantar é novamente carne ou peixe grelhados, com alface ou pepino. E depois mais nada até ao dia seguinte. Claro que se a fome for insuportável, podemos ir bebendo ao longo do dia Colas 0 e comer gelatina, mas não mais que 3.

 

A 8 de Março de 2010, tive a minha segunda consulta e se na primeira tinha 90,1 Kg e 102 centímetros de volume abdominal, agora estou com 87,6 Kg e 100 cm de volume. Ora, foi um sucesso. De tal forma que já me estiquei e fui comer Pizza (suponho eu que já estraguei qualquercoisa), mas como nem comi muito suponho que não tenha feito muito mal.

 

De qualquer forma, é desta que emagreço. E espero que desta seja de vez.

publicado por Ricardo Fernandes às 16:51 link do post
01 de Março de 2010

A reclamação de hoje também tem um carro inserido, mas não é sobre carros. Eu tenho um iPod e todas as maquinetas necessárias para que funcione em conjunto com o meu rádio do carro. Durante muitos anos parti para Lisboa a ouvir a mesma música do iPod vezes e vezes sem conta, mas sem nunca conhecer nada de novo e foi aí que o Pedro Ribeiro voltou para a Rádio Comercial (depois de ter estado um breve período noutra rádio, cujo nome não me lembro). E por um tempo foi agradável. O Ribeiro, profissional excepcional, conseguiu fazer uma data de rubricas ligadas aos anos 80 que por um tempo soltaram a nostalgia dentro de nós e tornou as manhãs de certo modo… agradáveis. Porém tudo o que é demais enjoa. Se foi das piadas secas que eu já não suportava, ou dos gritos de “Aí vemmmmm a Mooonnnyyyyyyyyyyy”, ou ainda porque os anos 80 são muito giros, mas eu sou filho é dos 90, onde fui adolescente, onde aí sim há os melhores filmes dos últimos 100 anos, a melhor música, o melhor tudo! (continua em...)

publicado por Ricardo Fernandes às 12:20 link do post
23 de Fevereiro de 2010

Sou uma inconstância nos dias.

Não tenho vontade do movimento que o sopro de vida traduz,

Mas vontades e desejos tenho.

Quero ser menor e ao mesmo tempo forte.

Quero que o ciclo dos pensamentos inebriados pare.

Quero paz, quero respirar.

De todo, não quero parar.

 

Se a dor assola, um abraço apazigua

As cordas de uma viola abraçam,

E as memórias curam daquele que já não é.

 

Não parar, não cair, não deixar.

 

publicado por Ricardo Fernandes às 09:59 link do post
09 de Fevereiro de 2010

Hoje o dia não começou da melhor maneira. Não obstante a minha doutrina do Basta estar a falhar no acto de dormir, e ter falhado durante 4 dias o ginásio, mais o falhanço de, embora não me ter esticado às refeições, a verdade é que fora de horas foi só comer pão. Portanto o Basta na semana 1 falhou na maioria dos seus pressupostos.

 

Hoje acordo e não tenho pão para trazer para o trabalho – por norma tenho um pão esquisito que sabe muito mal, mas quando não tenho, costumo ir ao café ao lado comprar umas carcaças que prontamente faço com fiambre de peru, mas o café estava fechado.

 

Já dentro do carro, ao tirar o telemóvel do bolso, cai-me a única moeda de 1€ que tenho para o dia todo (n consigo levantar dinheiro nas redondezas), no chão do carro. Isso não seria um problema, se o lixo do chão do carro do pendura, não tivesse já meio metro. Culpa da minha cara-metade… e não quero saber que metade do lixo seja de papéis de gasóleo.

 

Como se não bastasse e depois de ganhar tudo com o Benfica do Football Manager 2010, resolvi tentar desempregado e no Levante já não há táctica que resulte. ESTOU FARTO DE PERDER!!!!!

 

E por falar em Benfica, quer dizer… estamos com a melhor equipa dos últimos 20 anos e queres ver que ainda vamos perder o campeonato para o Braga? O BRAGA?!?!?! Se o Braga ganhar o jogo que tem em atraso ficamos a 2 pontos deles. E hoje ainda por cima é dia de taça, contra um Sporting que tem obrigatoriamente que ganhar e nós que não estamos a jogar nada….

 

Só espero que o dia melhore!

publicado por Ricardo Fernandes às 11:37 link do post
05 de Fevereiro de 2010

 Passo por uma fase complicada a nível emocional. Sim, nós homens também padecemos desse mal, mesmo os machos latinos esbeltos como eu. A verdade é que o meu grito do Basta foi uma reacção quase primitiva de sobrevivência para não me deixar cair na completa apatia.

 

A verdade é que sentia que já não tinha forças para isso, mas lá fui ao ginásio, estive por lá 2 horas e consegui deitar-me à meia-noite desse dia, logo após os dois primeiros episódios de Lost da 6ª temporada. Se é verdade que o fiz, foi verdade que ontem foi mais complicado e já me voltei a deitar mais tarde. Estou farto de cair para aprender a reerguer-me, mas sempre fiz isso com tanta graça e encanto que é quase parte integra do meu charme. O que será mais uma vez? Ontem atingi o fundo do poço outra vez. Caiu-me tudo, por momentos a esperança, o sonho, a alegria esvaiu-se do meu corpo e tudo era dor. Mas tal como referi, algo em mim, não me deixa estar no chão durante muito tempo e minutos depois levantei a cabeça, o queixo e marchei uma vez mais.

 

Não sei o que se passou, mas hoje acordei melhor, pela primeira vez em meses gritei com os carros no trânsito, passei-me e embora descabido, foi muito bom. Foi diferente da apatia sentida até agora. Hoje estou certo que o meu Basta resultou em pleno e que vou fazer aquilo que sei fazer melhor, que é erguer-me, sobreviver e ajudar aqueles que mais precisam de mim agora.

publicado por Ricardo Fernandes às 10:08 link do post
03 de Fevereiro de 2010

Se Lua Vermelha irá ser um sucesso ou não… ninguém sabe. Eu vi metade do episódio de domingo e irritei a minha mulher com o tanto que me ri.

 

A minha primeira ilação foi dizer que se trata de “rip off” autêntico de pelo menos 4 ou 5 séries e filmes. Aquilo tem elementos de True Blood, Vampire Diaries até tem One Tree Hilll, mas claro… onde é pleno de cópia é em Twilight. Desde o cheiro nauseabundo da rapariga, ao facto dela se chamar Isabel – a Bela, e claro, substituição do acidente do carro por uma bola de Rugby, a série abunda em referencias a Twilight. Os rapazes nus na escola com One Tree Hill, o beber o sumo de sangue e as correntes de prata a queimar em True Blood. 

 

No início a cópia barata irritou-me, como também o facto do vampiro se chamar Afonso. Daqui a pouco é o filho perdido de D. Henrique… Enfim. Depois da raiva, entendi que é um esforço legítimo. Largos anos após séries como Duarte & Companhia ou mesmo Polícias, voltou-se a apostar em séries de cariz nacional. Ser Rip Off pouco importa. A verdade é que os americanos já o fazem há tanto tempo, porque não começar por aí? Virgílio Castelo até já veio dizer que compraram os direitos da mesma série israelita que deu origem ao “In Treatment” americano.

 

Espero que seja o inicio de uma temporada de glória na TV portuguesa. Qualquer dia temos os Heróis do Cartaxo.

 

publicado por Ricardo Fernandes às 14:40 link do post
03 de Fevereiro de 2010

  Hoje acordei possesso!  A vida não me tem corrido de feição e em grande parte a culpa disso é minha.  Sinto-me um pouco em baixo, então deixo-me cair, começo a comer mais, fico mais apático, durmo menos e não me apetece fazer nada.

 
Queixo-me de estar gordo, mas sempre que posso dou facadas na alimentação. Pois BASTA! Hoje começo a comer em condições, sem loucuras… como foi com a minha dieta de casamento, mas sem grandes escorregadelas. Sobretudo sem doces.
 
Queixo-me que estou gordo, por causa da comida. Como disse acima, sim, mas não só! Não vou ao ginásio. Ando a pagar uma mensalidade de 60€ e há 2 semanas que não lá meto o rabo. Pois BASTA! Hoje a apatia acaba e já tenho a mala no carro para ir directo do trabalho para o ginásio.
 
Queixo-me que tenho sono e que estou sempre cansado. Se não durmo é normal… acabo por ficar cansado e sem vontade para fazer nada. Pois BASTA! Irei deitar-me mais cedo. Ando sempre rebentado e já não aguento mais. Ainda esta noite me deitei às 3 da manhã, porque tive a ver séries. Deixo as séries para mais tarde. Terei horas mortas, dias de férias, ou estarei doente em casa. Vejo o que tenho a ver nessa altura.
 
Queixo-me que nunca tenho tempo para nada. Pois é verdade. Não tenho. Quero ler, quero escrever e tirar fotografias, quero ver filmes e séries, mas também quero passear, conhecer e conversar sobre coisas novas. Mas todos os dias, faço o mesmo. Vou para casa e sento-me em frente ao computador a ver filmes e séries, sem fazer mais nada enquanto a minha mulher dorme no sofá. Pois BASTA! Hoje é o início de algo diferente. Vou ver os novos episódios de LOST e sou capaz de ver uma ou outra série, mas vou começar a fazer mais por mim. A ler mais, a divertir-me mais.
 
Tenho mais bastas, mas esses não são para partilha…. E amanhã já vos digo como correu o resto desta nova demanda.
 
publicado por Ricardo Fernandes às 09:19 link do post
02 de Agosto de 2008

Ainda não consegui superar o choque de ver "The Dark Knight". Existisse Iphone dedicado ao filme, que eu não pensaria duas vezes em gastar o absurdo dinheiro que custa aquele pedaço de tecnologia inútil mas cheio de estilo (é apple)! Como tal que melhor maneira há de homenagear o filme que revisitar todas as mulheres que estiveram num filme do Homem Morcego, começando em 1989 com Batman de Tim Burton?

 

Em 1989,  Tim Burton dá vida ao mais rentável super-herói da sétima arte. Até The Dark Knight, era para mim o melhor dos Batman (incluindo o Begins), elenco de luxo e rapariga... de luxo: Kim Basinger no papel que Burton reciclou de Vicky Vale.

 

Como curiosidade, Mel Gibson esteve para vestir a "pele" de Bruce Wayne, mas cancelou por compromissos com Lethal Weapon 2. E teve Billy Dee Williams como Harvey Dent. Diz-se que tinha uma clausula no contracto que se não o quisessem mais tarde como Duas Caras, tinham de lhe pagar uma quantia enorme. Foi Schumacher que se decidiu mais tarde por Tommy Lee Jones, tendo de pagar a Lando Calrissian a tal soma avultada.

 

Em 1992 vem uma sequela considerada por muitos melhor que o original. Como se viu recentemente com TDK, há realmente sequelas melhores, extraordinárias, mas embora esta tivesse um Danny de Vito irreconhecível e brilhante, não tinha um Jack Nicholson.

Não havia Jack, mas havia uma Michelle Pfeiffer. Selene ou Catwoman esteve para não ser representada por ela. Na altura surgiram vários nomes entre os quais Anette Benning, Sean Young (que tinha sido a primeira escolha para Vicky Vale, mas partiu a anca durante as filmagens), Lena Olin e Madonna. Mas foi ou não a escolha a acertada?

 

Batman Forever foi o inicio do fim. Não foi o pior de todos os Batman, mas foi o segundo pior. Por outro lado teve raparigas lindíssimas no filme. Nicole Kidman foi a vedeta principal no papel da psicologa Meridian Chase. E como não chegava, a inclusão de Tommy Lee Jones como Duas Caras, trouxe mais duas personagens à série: Sugar & Spice interpretadas por uma apagadissima Drew Barrymore e por Debi Mazar.

 

 

Batman & Robin é a obra mais notória de Joel Schumacher. Se Forever ainda tinha um dedo de Tim Burton como produtor, neste Joel fez o que quis ao filme. E meu Deus que fez ele... O Batman minimamente másculo de Tim Burton, transformou-se numa Drag Queen parecida com o George Clooney.  Mas não sendo de Schumacher, nem de Clooney que estamos a falar, neste colosso da sétima arte, também fomos brindados com 3 raparigas: Uma Thurman como Poison Ivy; Alicia Silverstone como Batgirl e Elle Mcpherson como namorada de Bruce Wayne. Como não gosto da Uma Thurman, nem aqui acho que Joel foi feliz... aliás o feliz do filme é que foi a ultima vez que este realizador lhe tocou.

 

Batman Begins, trouxe como sabemos toda a frescura de sangue novo com Christopher Nolan, um reinventar da personagem e sobretudo dois grandes filmes. Nolan escolheu para menina bonita uma actriz que ficou conhecida por Dawson Creek e pouco mais. Ah! Talvez pela famosa cena de "The Gift", mas fora isso só mesmo a sua ligação a Tom Cruise. Katie Holmes, teve direito a um papel que nunca existiu no universo Batman. Rachel Dawes, advogada amiga de Bruce Wayne e sua apaixonada, foi inventada para este filme.

 

  

Para finalizar, dizem as más linguas que o marido da menina acima, não queria que ela andasse muito perto de Christian Bale e tal como fez sumir certas e determinadas cenas de "Thank You For Smoking" (curiosamente com o mesmo actor Aaron Eckhart), também fe-la desaparecer do filme. Depois de muita tinta ter corrido com nomes a torto e a direito, Maggie Gyllenhaal foi a escolhida para interpretar Rachel. Não é mais gira que a Katie Holmes, mas tem mais pinta.

 

Sinceramente eu prefiro as mulheres escolhidas por Tim Burton mas e vocês?

publicado por Ricardo Fernandes às 02:51 link do post
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
2016...Para Luz eu te ordeno!..Para luz eu te Orde...
De mora muito parece que n gosta de ganhar dinheir...
Postagem de 2006 comentários 2012 e ja no final de...
To esperando até hoje!! kkk..
cara o jason é o maior maniaco dos filmes o filme ...
Eu me apaixonei com ele
2014 E NADA DE CONSTANTINE 2 ???????????
Gosto muito deste filme não só gosto...
Ele é um boneco muito ruin. Apesa tamb&eacu...
Deculpa mas é velho mesmo
blogs SAPO