18 de Maio de 2010

A notícia corre tudo o que é jornal e página de Internet deste Portugal. Bruna Real, era até há bem pouco tempo uma professora primária numa Escola de Mirandela, até que posou na edição de Maio para a Playboy Portuguesa.

 

Pelo que me apercebi a Stôra Bruna, não é capa da revista, nem sequer é a Playmate de serviço. Ela aparece sim, na secção de moda temática, onde juntamente com outra rapariga aparece tal qual veio ao mundo. Ora estando em Portugal, não é de estranhar o burburim que se instalou em Mirandela, pelo que após uma pequena pressão dos pais desta escola primária, a autarquia encostou a rapariga e transferiu-a para a secção de Arquivos da cidade.

 

Eu adoro defender a liberdade individual de cada um, mas até aqui eu ficaria reticente em ter um filho meu a ter aulas com uma professora que já viu nua. Ora, há gente parva em todo o lado, mas eu não consigo entender o que passou na cabeça da miúda, mas certamente ela não está na posse de todas as faculdades mentais para se expor a este nível, numa revista masculina e não esperar repercussões. Só pode ser parva todos os dias. Há actividades extra-curriculares que não… mas não dão para conciliar com certas profissões. Se a Cláudia Jacques tem uma exposição diária mediática, foi despedida do seu trabalho como relações públicas, esta esperava o quê? Depois há problema, que afecta o crescimento de qualquer rapaz adolescente. Sonhar em ver a professora nua até saudável, ver… é de facto outro assunto.

 

Parece que a rapariga sempre teve o sonho de ser modelo e esta foi a forma como conseguiu ter exposição. Foi mal jogado. É verdade que hoje é mediática e com alguma sorte ainda será capa de uma Maxmen e quiçá da própria Playboy, pouco mais será, pois verdade seja dita, é um bocado feia… o certo é que não voltará a ser professora.

publicado por Ricardo Fernandes às 14:09 link do post
04 de Abril de 2008

Hoje trazemos mais algumas novidades. Stallone, Jackie Chan, Jennifer Garner e Evangeline Lilly. Estas três criaturas, hoje extremamente conhecidas também andaram nos meandros dos extras e das pequenas participações.

Sly aparece neste filme de Woody Allen (Bananas) , como um rufia que o tenta assaltar. Nesta altura ainda dava os pequenos passos no mundo do cinema e "diz-se" que também tinha incursões em filmes pornográficos (lado esquerdo da foto).



Jackie Chan era um saco de pancada para Bruce Lee, entrando como um dos rapazes que levava no trombil a toda a hora. Esta imagens é de "Enter The Dragon".



Antes de Alias e das incursões que teve em "Dude Where's My Car" ou "Catch me If You Can", ou ainda a pequena participação em "Felicity", Jennifer Garner entrou num episódio da terceira temporada de "The Pretender".


Evangeline Lilly antes de ser a sex bomb de "Lost", tem vários cameos como extras em séries ou filmes conhecidos. Aqui temo-la em "Smallville" e em "Freddy Vs Jason". Para os mais curiosos também existe um video no Youtube de um anúncio dela a "tentar" fazer amizades via telefone...



Para finalizar e uma vez que mencionamos Bruce Lee, convém referir um dos maiores cameos de sempre é o de Chuck Norris, sem barba na cara, mas sim no peito!

publicado por Ricardo Fernandes às 17:43 link do post
03 de Abril de 2008

"Quando eles ainda não eram ninguém" é a minha mais recente rubrica. Como o titulo sugere, vou escrever e sempre que possível, tentar mostrar imagens de actores, hoje conhecidos ou a caminho disso, em presenças muito secundárias em filmes ou séries de TV.

A maioria aparece como extras. E passo já ao primeiro exemplo... Ben Affleck, nem sequer é creditado no filme "Buffy The Vampire Slayer" (o filme que precedeu a série com Kristy Swanson e Donald Sutherland de 1992), mas aparece num jogo de Basket como um dos jogadores da equipe adversária.


A ideia já me consumia há algum tempo, desde que vi no blog do Knoxville (Cinema Notebook) o videoclip dos Aerosmith com Josh Holloway (vulgo Sawyer de Lost), achei que seria interessante saber mais de certas "vedetas" que um dia foram extras, ou um pouco mais!

Outro exemplo é Brad Pitt. Teve um curto papel numa das maiores séries de sempre dos EUA: Dallas! Entre várias que participou na altura, mas este cabelo é do melhor que existe.


Wentworth Miller, o tão conhecido Scofield de Prison Break e Sophia Milles, que temos oportunidade de ver na série Moonlight, entraram com papéis muito curtos em Underworld. "Scofield" para quem não sabe é também a voz de EDI em Stealth com a "nada" jeitosa Jessica Biel.




Espero que seja de vosso interesse. Se tiverem sugestões, ou souberem de algo que eu não sei (não é difícil, acreditem!), façam o favor de comentar e sugerirem! Daqui a uns dias, há mais!
publicado por Ricardo Fernandes às 18:07 link do post
27 de Fevereiro de 2008

O fenómeno “The Fat Star Wars kid” surgiu como uma brincadeira privada que um rapaz, na altura com 15 anos, proviniente do Quebec fez. Ele filmou um vídeo com uma espécie de vassoura (há quem diga que é um utensílio para apanhar bolas de golf), a fazer movimentos circulares muito rápidos para imitar um Jedi nos filmes Star Wars.

Em Abril de 2003, alguns rapazes “amigos” desta personagem, lançaram o vídeo na internet. Foi um fenómeno de massas que rapidamente passou a fazer parte da cultura popular Norte-Americana. Meses mais tarde, alguém adicionou efeitos e sons ao vídeo e… a partir daí passou a ser uma festa. Hoje em dia se procurarmos no Youtube, encontramos vídeos do rapaz, a lutar contra Jedi’s, Mr. Smith do Matrix, Kill Bill e tudo quanto mais possam imaginar. O fenómeno foi tal que, há um jogo do Tony Hawk que tem um easter egg deste rapaz e ele inclusivamente entra num episódio de “American Dad”! Fica o aviso, quando fizerem vídeos… tenham muito cuidado!

 

Original: aqui ---- Com efeitos: aqui ----- Matrix: aqui ---- Tony Hawk: aqui --- American Dad: em baixo!

publicado por Ricardo Fernandes às 12:11 link do post
23 de Janeiro de 2008

A notícia atingiu-me como um choque violento e é infelizmente um mau motivo para reabrir por momentos este espaço. Gosto muito deste actor para deixar passar isto em claro.  Passei grandes momentos com ele, mesmo com filmes  menores (10 things I hate about You).

Uma semana depois de outro jovem talento (Brad Renfro) ter falecido, morreu ontem Heath Ledger, aparentemente vitima de overdose de comprimidos para dormir. Não vou especular. A net já está cheia de especulações

Resta-me apenas dizer que Ledger era e iria ser enorme no cinema, o seu Joker será certamente prova disso.

Para ele e para Brad Renfro: Boa sorte na viagem pelo submundo! Que vençam como o fizeram aqui.
publicado por Ricardo Fernandes às 15:26 link do post
05 de Novembro de 2007

Ryan Reynolds… Acho este jovem… tipo do Canadá (nunca sei o que se chama aos naturais do Canadá), um excelente actor. A verdade, e embora ele já tenha tido papéis dramáticos, de acção ou suspense, a verdade é que é um senhor em comédia.

 

A maioria dos seus filmes e o sucesso que possa ter, mesmo em filmes de acção (como em Blade Trinity. A da “bufa” de alho mata-me…) ele tem sempre o papel designado de “comic relief”. Tem um percurso interessante. Começou numa série da Nickelodeon e após o “terminus” desta fez curtos papéis maioritariamente em filmes para a TV. Esse insucesso, levou-o a desistir de actuar e a retomar uma vida normal. Uma noite, num bar, reencontra um colega da série que fez do canal da criançada e decidiram os dois ir para LA. Foram e a sorte do rapaz mudou. Ganhou o papel de Berg em “Two Guys, a Girl and a Pizza Place” (muito boa esta série) e a sua sorte mudou completamente, até porque ele carregou a série às costas completamente, mas isso são pequenos pormenores. Esta pequena sitcom, revelou ao mundo um dos novos talentos da comédia nos EUA e quando ganhou também o papel de Van Wilder, tudo pareceu finalmente estar bem encaminhado. No percurso namorou com Rachel Leigh Cook e foi noivo de Alanis Morissette. Hoje em dia namora com nada mais nada menos que Scarlett Johansson.

 

Se gostam de comédias, tem de ver os filmes dele. Se gostam de comédias românticas, vejam os filmes dele (Knoxville o Notebook ao pé do Just Friends é um filme de meninas J ). Eu não me consigo decidir qual é o filme que mais gosto dele… Van Wilder ou Just Friends. E vocês? Conhecem o actor? Gostam dele? Gostaram dessa comédia romântica Just Friends? E não me digam que é o Smokin Aces.

publicado por Ricardo Fernandes às 17:10 link do post
14 de Agosto de 2007

Denny Crane! Há uns tempos vi este post e fiquei a magicar com os meus botões: “Mas o quê? Eu nunca vi esta série…”. E tal como o autor desse post, vi um episódio que deu na Fox e tive um daqueles “click’s”. Apanhei o episódio já no fim e vi James Spader e o Grande William Shatner com um charuto numa orelha, com o ar mais ridiculamente normal, como se fosse algo absolutamente normal. A cena que nada de especial tinha, apenas as expressões dos dois, provocou-me uma hilariante gargalhada.

 

Dirigi-me ao Carrefour mas “Boston Legal”, custa para cima de 50€. 17 Episódios por mais de 50€, muito caro e bem… vivemos em Portugal! Como comprei casa há pouco tempo, pensei… hmmm conta da netcabo ou caixa de 17 episódios? Optei pela conta, afinal sempre posso sacar a série entretanto, esperar que baixe o preço da série e adquiri-la na altura. É assim que vivemos…

 

Assim que chegaram os 17 episódios vi-os de enfiada. É a série do momento. Por muito que House seja genial, esta consegue ser melhor porque tem esse mito que é “Denny Crane” (William Shatner). Se Alan Shore está para Gregory House, Denny Crane não está para ninguém.

 

A combinação letal de James Spader e William Shatner é algo de fenomenal. Há muito tempo que não me divertia tanto a ver uma série. A personagem Denny Crane é de tal forma carismática que fascina qualquer pessoa que veja esta série, ora senão… vejamos: Há já vários dias que eu andava a dizer Denny Crane por todo lado. Tive numa despedida de solteiro no sábado e apresentei-me como Denny Crane. A minha namorada já não me podia ouvir a dizer Denny Crane. Ontem finalmente consegui mostrar à minha futura esposa a série e não é que ela se maravilhou com Denny Crane?

 

Boston Legal é uma série criada por David E. Kelley, o mesmo criador de Ally McBeal e The Practice. A sua origem (a de Boston Legal), surge na 8ª season de The Practice. Aqui surgem pela primeira vez os personagens Alan Shore (regular nessa 8ª season) e Denny Crane, um mítico advogado. Um Deus entre os seus pares. Quando Alan, entra em litígio com a sua firma de então, pede a Denny Crane que a sua firma o represente e é aqui se dá inicio ao processo, que o irá levar a trabalhar para a mais conceituada firma de advogados de Bóston: Crane, Poole & Schmidt.

 

Por muito temível que Denny fosse, o certo é que a idade não perdoa e em Boston Legal, é assim que o temos: a decair. A decair mas com estilo! Denny sofre ou a doença de Parkinson ou a doença das vacas loucas. Nós não sabemos, porque Denny também não o sabe. Sem Denny Crane, a série acabaria por cair na trivialidade. É certo que a personagem Alan Shore é divina, que James Spader é um actor brilhante, mas seria como se disse anteriormente um House numa firma de advogados e verdade seja dita, séries de advogados é só escolher.

 

A segunda temporada (que comecei agora a ver) vai acabar por beber conceitos e ideias noutras séries como Seinfeld ou mesmo Scrubs, porque consegue brincar consigo própria. Desde frases como:  "Ah, there you are. I've hardly seen you this episode."; "Oh, please! If there were new guys, they'd have shown up in the season premiere.". Ou ainda a sua ridicularização do papel de Captain Kirk em Star Trek (papel pelo qual já William Shatner era mítico) como uma conversa entre Alan e Denny onde o primeiro afirma “it's caused by sea-lice called cling-ons", ao que Denny replica, "Did you just say Klingons?". A série tem de tudo.

 

Portanto, porque é que William Shatner é o maior? Porque ele é Denny Crane (já agora se alguém quiser um tema para o seu telemóvel de Bóston Legal eu posso disponibilizar. A música também e como mensagem a mítica frase: “Denny Crane”). E já agora, William Shatner é o maior porque é uma máscara da sua cara no papel de Captain Kirk que é a máscara do meu assassino favorito: Michael Myers de Halloween.

 

Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Denny_Crane

 

publicado por Ricardo Fernandes às 14:39 link do post
27 de Fevereiro de 2007

Já que estamos numa de prémios o site Mr. Skin divulgou a sua lista dos melhores prémios de nudez (ou não), no fundo de anatomia feminina. Por exemplo os melhores seios de 2007 foram os estonteantes companheiros de Salma Hayek em Ugly Betty!

Vejam a lista completa aqui.


publicado por Ricardo Fernandes às 11:37 link do post
14 de Dezembro de 2006

Faleceu Peter Boyle no dia 12 de Dezembro de 2006. Excepcional actor e uma cara que acompanhei durante a maior parte da minha vida no cinema. Recentemente estava a acompanha-lo na série: "Eveybody loves Raymund".
Nasceu, viveu, morreu: 1935-2006.

publicado por Ricardo Fernandes às 12:35 link do post
12 de Dezembro de 2006



Embora este blog se dedique maioritariamente a cinema, não posso deixar de homenagear Edvard Munch cuja obra influnciou e deleitou milhões. Foi também Munch que pintou o meu quadro favorito (acima).

Edvard Munch nasceu a 12 de Dezembro de 1863 e faleceu a 23 de Janeiro de 1944. Norueguês, é considerado um dos percursores do expressionismo alemão. Estudou na Escola de Artes de Oslo e cedo iniciou várias viagens na Europa, estabelecendo-se em Paris (onde o seu estilo muda radicalmente) e mais tarde em Berlim. É nesta ultima que se define e se torna conhecido. Em 1892 é convidado para expor a sua arte no museu Nacional Alemão, onde teria de apresentar algo novo. É considerado o momento crucial da sua carreira uma vez que inicia uma série de quadros inseridos, no que viria a chamar: o Friso da Vida. Neste projecto explorou a temática da dor, melancolia, tristeza, da vida e da morte, do amor. É deste surto, esta explosão repentina de arte que nasce: O Grito (acima).

Entre 1930 e 1940 viu a sua arte ser proibida em toda a Alemanha, por ser considerada “degenerativa” e impropria para o lema alemão . Munch viu-se obrigado a sair da nação alemã (que considerava ser a sua segunda pátria), o que o entristeceu. Acabaria por falecer em Oslo no ano de 1944.

O google este ano também lhe prestou a sua homenagem.

publicado por Ricardo Fernandes às 15:38 link do post
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
2016...Para Luz eu te ordeno!..Para luz eu te Orde...
De mora muito parece que n gosta de ganhar dinheir...
Postagem de 2006 comentários 2012 e ja no final de...
To esperando até hoje!! kkk..
cara o jason é o maior maniaco dos filmes o filme ...
Eu me apaixonei com ele
2014 E NADA DE CONSTANTINE 2 ???????????
Gosto muito deste filme não só gosto...
Ele é um boneco muito ruin. Apesa tamb&eacu...
Deculpa mas é velho mesmo
blogs SAPO