13 de Julho de 2007

Ver Daniel Radcliff a representar é como tentar imaginar algo “audível” vindo da boca de Pedro Abrunhosa. Quem me conhece desta e de outras andanças sabe que esta afirmação, não é de todo um elogio.

 

Longe, bastante longe do livro, Harry Potter e a Ordem de Fénix é um filme que acaba por cumprir o seu papel, mas nunca se excede. Parece a certos momentos que até é feito com um orçamento baixíssimo e só assim se explicam situações que já haviam sido bem efectuadas nos filmes anteriores, como em Harry Potter e o Cálice de Fogo, Sirius aparece-lhe na lareira tendo a sua cara sido feita sob carvão em brasa e aqui, na mesma situação é apenas uma imagem da sua cara sobreposta às chamas da mesma lareira. A própria luta final, que é um dos pontos-chave do livro, era propicia a ficar cheia de efeitos especiais e embora tenho duas ou três cenas engraçadas, deixa aquela sensação que temos um Fiat Uno nas mãos, vamos na faixa da esquerda queremos subir e não dá.

 

No seu quinto ano em Hogwarts, Harry Potter não é um jovem alegre. O seu nemesis eterno, Lord Voldemort voltou e ninguém, excepto os seus amigos mais próximos, acredita nele. Para piorar a equação, Cornellius Fuge, Ministro da Magia, fará tudo para desacreditar Potter, inclusivé interferir no quotidiano de Hogwarts, enviando para lá Dolores Umbridge (uma espécie de inquisidora, que no livro envoca extraordináriamente, o sindroma do medo que é viver numa ditadura), que irá fazer a vida de Harry, um inferno. Com receio da volta de Voldmort e sem terem nenhuma protecção por parte de Umbridge, no que concerne a ensinamentos de Defesa Contra as Artes Negras, levam alguns alunos a juntarem-se a Harry, pedindo-lhe que este os ensine a defenderem-se contra o “Senhor das Trevas”. Quem não leu o livro, não irá perceber porque é que se chamará a este grupo: Dumbledor’s Army.

 

Sem querer revelar mais, a Ordem de Fénix é um livro excepcional que deu origem a um filme medíocre, com um realizador medíocre, David Yates, que está já mesmo confirmado para o próximo do “rapaz que sobreviveu”. Infelizmente não chega aos calcanhares de Alfonso Cuaron, naquele que é o melhor dos filmes sobre Harry Potter (o terceiro…). Este quinto tomo da saga, é de indole psicológico. O medo da ditadura, a solidão de Harry, o peso de ser um dos poucos a enfrenter Voldemort e ainda assim com as suas paixonetas de adolescente, são tão mal trabalhados por Yates. Nem sequer é referido neste filme que, Ron e Hermione são "Prefects" de Hogwarts.

 

Mas nem tudo é mau neste filme. Embora Daniel Radcliff o seja, nem Emma Watson ou Rupert Grint (este sim, será um excelente actor) o são. Estão muito bem nos seus papéis, souberem fazer crescer as suas personagens e dar-lhes um pouco de mais cor como no livro. As aquisições de Helena Bonham Carter (como a Louca Bellatrix), Imelda Staunton (a inquisidora)e Evanna Lynch (uma jovem fã dos livros, sem qualquer experiencia na representação que interpreta Luna Lovegood) para o elenco, foram muito bem orquestradas, embora a primeira apareça menos em cena que as posteriores e continua com os nomes de peso de outrora, como Alan Rickman, Gary Oldman, Emma Thompson, Michael Gambon e Maggie Smith.

 

Em suma, é um filme que se vê bem e que se compreende se por ventura, somos daqueles afortunados que leram o livro. Quem não leu, não só não irá dar valor, como não perceberá pelo que passa uma personagem tão complexa como Harry Potter, cuja interpretação do Pedro Abrunhosa do cinema é para fazer esquecer.

 

7/10 Porque ainda é… Harry Potter.

 


publicado por Ricardo Fernandes às 11:05 link do post
tags: ,
Este é o meu livro preferido da saga (falta ver cm será o 7º) e confesso que esperava mais do filme... Gostei de algumas cenas de efeitos especiais e há certos cenários que são exactamente como imaginei, como a cena da luta entre o exército e os devoradores, e também as personagens do Sirius e da Luna são o melhor que este filme tem para oferecer.
Falta algum drama psicológico, a luta pela liberdade e a própria "revolução" dos irmãos Weasley é quase...patética. Muito pouco densa.
Com o livro vibrámos, com o filme sorrimos....
Filipa a 14 de Julho de 2007 às 18:48
Eu diria mais... é ter um Ferrari com mudanças manuais e só saber conduzir com automáticas.
Knoxville a 16 de Julho de 2007 às 18:44
I'm Back!

Gostei do filme. Penso que capta bem o ambiente do livro, e reune os pormenores mais relevantes, apesar de concordar que certas coisas mereciam maior desenvolvimento, como a conversa entre Dumbledore e Harry no final, que no livro é muito mais completa...

Ainda assim, penso ser necessário referir que existe pormenores que pecam em desenvolvimento no filme, mas que também pecam no livro, por exemplo, no livro, Voldemort aparece menos tempo do que no filme, e a personagem de Bellatrix Lestrange tem pouco "tempo de antena" tanto num lado como noutro...

Um abraço!
RJ/KritiCinema a 20 de Julho de 2007 às 22:56
Welcome Back. Como vês discordo de ti. O filme é uma mescla de situações sem nexo. Nada é semelhante ao terror psicologico que é imposto no livro...
Ricardo Fernandes a 23 de Julho de 2007 às 10:44
apesar de concordar com quase todas as opiniões expressadas, tenho de dizer que não concordo quanto ao daniel radclife . Acho que é um actor fantástico e ninguém representaria melhor a alma do harry potter . Os livros são sem margem de dúvida excepcionais e que os filmes estão muito aquém do esperado mas são meras adaptações de uma história que nenhum realizador conseguiria transpor para um écran mas o trabalho dos actores é fantástico!
Lia Domingues a 27 de Julho de 2007 às 13:21
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
16
17
19
21
22
24
25
27
28
29
30
Posts mais comentados
23 comentários
22 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
19 comentários
17 comentários
16 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
2016...Para Luz eu te ordeno!..Para luz eu te Orde...
De mora muito parece que n gosta de ganhar dinheir...
Postagem de 2006 comentários 2012 e ja no final de...
To esperando até hoje!! kkk..
cara o jason é o maior maniaco dos filmes o filme ...
Eu me apaixonei com ele
2014 E NADA DE CONSTANTINE 2 ???????????
Gosto muito deste filme não só gosto...
Ele é um boneco muito ruin. Apesa tamb&eacu...
Deculpa mas é velho mesmo
blogs SAPO