01 de Setembro de 2006

Hoje iniciamos um novo tópico neste blog. Personalidades. Elas vão fazer parte do mundo do cinema, da música, da televisão e ocasionalmente poderão ser ficcionais.

Jennifer Connely foi a escolhida para 1ª Dama e aqui fica um pouco da sua história. 

Nascida a 12 de Dezembro de 1970 em New York, cresceu toda a sua infância em Brooklyn Heights, exceptuando quatro anos que os pais viveram em Woodstock. Aos 10 anos de idade um amigo de família, levou-a para um casting de publicidade. Cedo começou a aparecer em publicidade de jornais, sendo presença regular na revista “Seventeen”. Depressa saltou para o pequeno ecrã em mais publicidade.

A estreia no cinema acontece em Once Upon a Time in America de 1984, onde dançou com um vilão. Mais tarde nesse ano entrou na série  "Tales of the Unexpected". O primeiro papel para cinema foi o filme de Dario Argento, Phenomena (1985). Aparece ainda nesse ano no video-clip "I Drove All Night" de Roy Orbison, juntamente com Jason Priestley.

 

Em meados dos anos 80 lança um single "Monologue of Love" no Japão, onde canta em japonês. Faz uma série de anúncios neste país.

De volta aos EUA, faz uma data de filmes sem grande sucesso até entrar em Labyrinth (1986). Jennifer conseguiu o lugar depois de uma busca por todo o país pela actriz principal. Foi dirigida por Jim Henson e produzida por George Lucas. A carreira este aqui no período baixo, até Dennis Hopper ter-lhe oferecido um papel num filme, mas este não teve grande sucesso.

The Rocketeer (1991) foi então a grande lufada de ar fresco. Durante as filmagens conhece Bill Campbell, com quem vive 5 anos. A sua carreira ganha vida novamente.

Depois Rocketeer, Jennifer entrou em  Career Opportunities (1991), The Heart of Justice (1993) (TV), Mulholland Falls (1996) e Inventing the Abbotts (1997). Em 1997, após o nascimento do seu primeiro filho, fruto de uma relação com o fotógrafo David Dugan, foi convidada pelo director Alex Proyas para Dark City (1998) um dos meus filmes favoritos. A crítica foi muito favorável neste filme impulsionando-lhe a carreira de modo a obter um contracto com a Fox para a série de TV "The $treet" (2000), um papel principal em Waking the Dead (2000/I), e no fenomenal filme independente Requiem for a Dream (2000). Este papel valeu-lhe uma nomeação de um Spirit Award. Seguiu-se Pollock (2000). Ron Howard escolheu-a para co-protagonizar o galardoado A Beautiful Mind (2001) Russell Crowe. Neste papel ganha o Óscar de melhor actriz secundária. Nas filmagens conhece Paul Bettany com quem se casa e tem um filho. Mais tarde entra nos filmes Hulk (2003), House of Sand and Fog (2003) e no remake do filme nipónico Dark Water (2005)

Curiosidades:

Ficou em #14 em "25 Sexiest Women of 1993" na Celebrity Sleuth's

Ficou em #53 em "103 Sexiest Women"(2003) da Stuff

Ficou em #74 em "100 Sexiest Women" da FHM.

Ficou em #85 em "Most Desirable Woman"(2002) da Askmen.

Ficou em #88 nas "100 Sexiest Women in the World 2005" da FHM

Was named one of the 50 Most Beautiful People by People Magazine in 2002.

É vegan.

publicado por Ricardo Fernandes às 14:32 link do post
Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
20
22
23
24
27
29
30
Posts mais comentados
23 comentários
22 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
19 comentários
17 comentários
16 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
2016...Para Luz eu te ordeno!..Para luz eu te Orde...
De mora muito parece que n gosta de ganhar dinheir...
Postagem de 2006 comentários 2012 e ja no final de...
To esperando até hoje!! kkk..
cara o jason é o maior maniaco dos filmes o filme ...
Eu me apaixonei com ele
2014 E NADA DE CONSTANTINE 2 ???????????
Gosto muito deste filme não só gosto...
Ele é um boneco muito ruin. Apesa tamb&eacu...
Deculpa mas é velho mesmo
blogs SAPO