31 de Dezembro de 2007

Chega assim ao final o ano de 2007! Um ano cheio de cinema de boa e má qualidade… E quando digo má qualidade refiro-me obviamente ao filme “Corrupção”, que é a partir de hoje a definição exacta para filme de merda!

Não vou aqui revelar aquele que para mim foi o melhor ano de 2007 e atenção que me vou cingir aos filmes estreados em 2007 nos EUA e que por milagre ou através do sacanço TV, tenha visto. Se fosse a contar os estreados neste país à beira mar plantado, seria sem sombra de dúvida o “The Fountain”. Vou deixar os meus votos para 2008 e voltar um pouco para trás.

Os meus desejos para 2008 são:

- A nível de filmes baseados em comics que: Hulk seja 10x’s melhor que o primeiro, que The Dark Knight não desiluda, que The Iron Man traga algo de novo (pelos menos o elenco é muito bom) e assim de cabeça não me recordo de mais nenhum de renome.

- Que seja finalmente o ano em que arranque a série de TV de Star Wars.

- Que seja o ano em que finalmente Scarlett Johansson fique nua na tela! :D (a minha noiva não vai gostar)

- Que as adaptações de TV e de Jogos sejam brilhantes.

- Que as séries de TV fiquem cada vez melhores e mais emocionantes. Denny Crane em alta!

A nível pessoal, espero casar este ano. Mudar “novamente” de emprego onde ganhe mais e o trabalho seja melhor. Quero ter tempo pessoal e quero perder pelo menos 10 kilos para o casamento.

Agora para finalizar, os meus votos para todos vós, mesmo aqueles que gostaram do “Corrupção” é de um 2008 cheio de alegria, bons filmes e muito sexo! Ah e dinheiro… porque é ele que comanda a vida neste país.


 

P.S. Que este ano traga de volta o maior herói de acção de todos os tempos: Arnold Schwarznegger. E sim é herói, não é actor! ARNOLD é maior que Denny Crane (...blasfémia...).

publicado por Ricardo Fernandes às 10:55 link do post
28 de Dezembro de 2007

Mais que esperar por “Call Girl” ou pelo espectacular “Corrupção”, eu andava extremamente ansioso pela chegada deste “I Am Legend” às salas portuguesas. Tive medo, pois os trailers (que eu faço por não ver, excepto no cinema), estavam muito bons, transmitiam um estranho ruidoso silêncio, uma tela cheia de algo… vazio e medo. Sobretudo medo.

Como é obvio, o filme corresponde a praticamente isso tudo. Tornando-se num dos melhores filmes vistos por moi este ano. Logo eu que não gosto nada de ver desastres, epidemias globais, no fundo a extinção da humanidade e a sua luta para não sucumbir ao tempo. Há um senão, e esse senão eu não vou poder explicá-lo ou estrago-vos o filme.

Will Smith é o único sobrevivente de um aparente holocausto viral. É só ele, uma cadela e a cidade de Nova York, completamente desfigurada, selvagem. Se bem que Will Smith não é um actor excepcional, ele carrega muito bem o filme às costas. Estamos, ao olhar para a tela, na presença do último homem à face da terra. A sua solidão atravessa o ecrã, o seu desespero e sobretudo o seu medo. Afinal de contas… o slogan é “The Last Man On Earth is not Alone!”.

Realmente o filme tinha tudo para ser brilhante, mas vejamos bem… são os EUA… Eles tem do melhor e do pior ao mesmo tempo, em tudo o que fazem e este filme acaba por sucumbir com pequenos detalhes: como são os inimigos em CGI (como o JB Martins do Cineblog disse, podiam ter gasto uns dollars com maquilhagem e figurantes), ou o final que é… muito americano.

Não estamos perante o filme do ano, mas é realmente o melhor blockbuster a estrear em terras lusas nos últimos meses.

8/10

Will Smith é realmente um grande actor.


publicado por Ricardo Fernandes às 14:57 link do post
27 de Dezembro de 2007

O Natal é uma época de amor e alegria, que para nada interessa se não tivermos alguém com quem o partilhar. Permitam então que eu partilhe a minha incessante paixão convosco.
O meu "alguém" é a minha "mais que tudo". O ser supremo, gracioso em todas as formas, humores, aventuras e sentidos.

Se Deus quisesse que eu cantasse (e aí falhou, redondamente, na criação) a minha prenda seria esta:

Para ti, o meu maior fogo intenso de vida!

publicado por Ricardo Fernandes às 16:20 link do post
26 de Dezembro de 2007

(AVISO: Este post provavelmente contém spoilers sobre as séries a decorrer nos States)

O Natal foi profícuo, pois tive a oportunidade de ver vários filmes que queria ver. A nível de prendas podia ser melhor, mas pode ser sempre. No entanto este ano, ninguém optou por oferecer-me um dvd (um after-shave Denim é sempre melhor e eu nunca meti tal coisa na minha cara).


Foi profícuo, pois fui ao cinema mais vezes que o costume. Vi vários filmes, vi o “I am Legend”, tive oportunidade de ver filmes que estavam na minha “to do list”, tais como o “Skinwalkers”. Ainda consegui meter algumas séries em dia e arranjar maneira de acompanhar outras. Para 2008, já tenho para agenda: Entourage, What About Brian, Moonlight, Carnivale e October Road. Como de costume, estou aberto a sugestões, portanto toca a chutar a bola para este lado do campo.


Neste final de ano, é altura de fazer o balanço das séries que vimos, o que inevitavelmente irá influenciar a escolha para o prémio de melhor série de 2007. Andei a seguir as novas temporadas, portanto para este pequeno balanço, não vamos contar com séries que acabaram na primeira metade de 2007, tais como Lost ou 24. Vi Heroes, Smallville, House, Nip/Tuck, Scrubs, Dexter e Prison Break. Não me esqueci. Denny Crane, Denny Crane, Denny Crane!

Heroes não começou mal. Teve uma premissa excepcional, um vírus mortal, seria liberto na atmosfera. Peter acorda num contentor sem memória e Hiro está no passado a viver aventuras com o seu herói de infância. A maior parte do elenco, continuou nesta temporada. Os rumores indicavam que seria um elenco, na sua maioria novo, mas foi o contrário. As novas personagens, não resultaram, com a excepção de dois (uma deles, Kristen Bell). A série engonhou, engonhou, até que no último episódio, fecha o segundo capitulo por completo. Segundo os autores, a série não estava a correr como previsto e a verdade é que a greve não ajudou, serviu apenas para não perderem Zachary Quinto (Syler) da série. Foi-nos prometido um regresso às origens… vamos ver.


Smallville como sempre, começa a todo o gás, tem sempre um season finale, fenomenal. Como é deixado em aberto os primeiros 2 a 3 episódios, também o são. Mas desde esses até ao último episódio deste ano, o único motivo, pelo qual continuei a ver foi a “blond-bomb” Laura Vandervoot que entrou esta temporada para fazer de Kara-EL, a Supergirl (esse motivo, e o facto de ser sobre o Super… e também a Lois Lane… gira). A ver vamos se aumenta de ritmo.


House M.D. começou talvez com a maior premissa de todos. A equipa foi desfeita, o maior médico de diagnósticos de sempre está sozinho. E agora? House resolveu a questão e contratou mais de 30 estagiários. A série, continua igual a si própria, muito se alterou, mas a filosofia é a mesma. Não gostei da forma como nos deixou, pois não há nada de fascinante porque esperar… é mais do mesmo.


Nip/Tuck por outro lado, começa de maneira diferente, nova cidade, novos rostos… como se vão sair Christian Troy e Sean McNamara na cidade dos anjos? Guerra, intriga, manipulação e muito sexo. Vamos ver o que nos espera.


Alguém disse neste blog, que ver um episódio de Scrubs por dia, dá saúde e alegria… Bem era verdade, hoje já não é tanto assim. A série está a decorrer sem a paixão dos anteriores. É a ultima temporada e não está a decorrer da melhor forma. Não faz rir, nem provoca emoções fortes.


A segunda temporada de Dexter, foi mais uma vez, fenomenal. O psicopata herói desta vez galopou a um ritmo diferente. Nesta temporada o inimigo, não foi um adversário assassino. Foi o próprio Dexter. Tanto a nível pessoal, como a nível publico, uma vez que descobriram todos os corpos que Dexter tinha lançado ao mar.  Continua a ser uma série de eleição, vamos ver o que nos traz a terceira temporada.


Prison Break, voltou ao ritmo da primeira série, voltou ao género que lhe deu fama, a fuga real da prisão. É certo que não estou a ver mais nenhuma temporada a seguir a esta, pois mesmo voltando ao primeiro formato, a conseguir provocar graves crises de ansiedade, a verdade é que não há muito mais que se possa fazer com a história dos irmãos fugitivos. Acabou no entanto, a deixar água na boca.


Boston Legal, continua igual a si mesma. Nem sequer precisa de mudar nada. William Shatner é o maior e vai ser o maior durante muitos anos. James Spader também é o maior. Bom, talvez o segundo maior… não há mesmo nada que consiga parar Shatner. A série continua como as anteriores, Alan enroscado com uma das colegas de escritório… Denny a fazer trapalhadas atrás de trapalhadas, as adições à série são aceitáveis e a argumentação sobre a América real, os juízos de valor continuam a ser incorruptíveis. Quem dera que alguém fizesse uma série assim em Portugal, como precisamos…


Quando acabarem estas séries, espero, poder escrever também sobre Lost (já tenho algumas saudades), espero que Jack Bauer tenha novas 24 horas de cortar a respiração e que as séries escolhidas para ver, ofereçam algo decente!


publicado por Ricardo Fernandes às 11:48 link do post
18 de Dezembro de 2007

O caro amigo RJ do Kriticinema revelou-nos no seu blog que este ano vai esperar por 2008 para nos dar a conhecer os seus prémios anuais. Justificou-se com o facto (totalmente lógico ) da distribuição portuguesa de vídeo e cinema ser um atraso de vida. Esse atraso de mentalidades faz com que inúmeros filmes já estreados ou apenas de 2007, só cá cheguem, nos primeiros meses de 2008.

Eu li o texto dele e disse para com os meus botões: O rapaz tem toda a razão, vou fazer o mesmo!!!!

Assim será!  Vou adiar os Prémios Perdidos para 2008. Há no entanto algo, para o qual eu queria ajuda... Quais são os filmes que estão a esperar ansiosamente em 2008? Filmes como o The Dark Knight, ou menores... Parece que o novo filme do "Anakin Skywalker" é muito bom e não podemos esquecer que um dos filmes mais esperados de 2007 só estreia dia 27 (Call G... I AM LEGEND!!!!).

Aproveito para vos deixar com uma noticia fresquinha: Peter Jackson fez as pazes com a New Line Cinema e assinaram um acordo para co-produzir o tão aguardado "The Hobbit" e a sua sequela!!!!!! Leram bem, terá uma sequela e não... não é um remake do Senhor dos Anéis!

Aqui fica o novo logo, espero que vos agrade!


Falta o 2007, mas eu depois ponho!
publicado por Ricardo Fernandes às 19:13 link do post
18 de Dezembro de 2007

Para finalizar o ultimo trailer de hoje. E podem ficar calmos, até ver não há mais nenhum filme da Milla.


A Capcom em associação com a Sony, não perdeu tempo após a desgraça que foi o ultimo Resident Evil e resolveu fazer o seu próprio filme, totalmente em CGI. Aí está o primeiro trailer de Resident Evil: Degeneration.


Ao que parece a história passa-se 7 anos após o incidente dos jogos em Racoon City, e é o regresso de Leon e Claire à mesma. Tem bom aspecto! Cliquem na imagem!

 


publicado por Ricardo Fernandes às 13:05 link do post
18 de Dezembro de 2007

E por falar em Gerard Buttler… Já sabem que o Conan vai mesmo para a frente não? Sabem até que já existe um poster a anunciar o filme para 2008 e agora sabem que o Rei Leonidas aka Fantasma da Opera, será provavelmente o Bárbaro, mais conhecido da história dos quadradinhos.


Eu gosto dele, do Butler… mas não sei! O facto é que é muito difícil destronar aqui o Governador. O papel é dele… Vamos ver!


 


This is Cimeria?

publicado por Ricardo Fernandes às 13:04 link do post
tags:
18 de Dezembro de 2007

Com tanta história de quem era ou não o Goku, ou o Coraçãozinho de Sata, a verdade é que, interessava apenas saber quem era a Bulma!


E já se sabe. Segundo a Variety, não é nada mais, nada menos que Emily Rossum! Quem não se lembra dela, é favor de rever o Fantasma da Opera, onde co-protagoniza com Gerard Buttler.


 

E esta Heim?

publicado por Ricardo Fernandes às 13:02 link do post
tags:
18 de Dezembro de 2007

Hoje é dia de trailers!


Aproveitem que não sei quando voltarei a escrever neste blog. Espero ainda amanhã, ou no fim de semana, mas eu nunca sei se poderei cumprir as minhas promessas… Eu nem sequer tenho visto filmes ou séries… Sou um homem infeliz.


Este é o primeiro trailer que vi do tão desejado The Dark Knight. Eu fiquei em pulgas! Provavelmente já está em todos os blogs amigos, mas é como disse: Não tenho tido tempo!




Há ali um tributo à cena do avião no Batman de Tim Burton, não há ?

publicado por Ricardo Fernandes às 12:59 link do post
07 de Dezembro de 2007

Meus caros, muito tem acontecido no mundo das ilusões e eu não tenho tido tempo para escrever. A verdade é que também tenho tido muitas mudanças na minha vida profissional, o que significa que estou de momento a não ter tempo para trocar ideias convosco.
 
Li várias notícias interessantes que quero partilhar convosco, vi alguns filmes sobre os quais, também quero opinar e também já tenho as categorias dos Prémios Perdidos 2007 disponíveis.
 
Em principio consigo fazer isso tudo este fim de semana, mas para já... tenho algumas notícias:
 
- Temos um novo filme de vampiros: Fangland . Hillary Swank volta a tentar o cinema de suspense /terror” depois de pouco sucesso de The Reaping ” e ela é uma repórter que vai para a Transylvania fazer uma reportagem sobre um barão de droga que pelos vistos é o próprio Drácula.
 
- A recém ressuscitada United Artists está a tentar adquirir os direitos de um livro de Anne Rice chamado: Tale of the Body Thief . É o quarto livro das Crónicas de um Vampiro e tem como personagem central um Lestat bem mais humano (mais Louis ) do que aquele que conhecemos de Tom Cruise ou de Stuart Townsend . O engraçado é que a United Artists foi ressuscitada precisamente por Tom Cruise ... Quiçá ele queira voltar a fazer de Lestat ...
 
- Os rumores acerca de T-4 são verdadeiros: Christian Bale é John Connor . Não será um cameo ou um papel menor, mas sim a personagem central. Pelo que os produtores disseram, a história terá inicio na organização da resistência contra Skynet . Connor e a sua esposa Katherine Brewster levam a cabo esse esquema, mas parece que o inimigo não está do lado de fora da organização mas sim dentro da mesma. Estou muito entusiasmado!
 
- Parece que vão fazer algo inédito no cinema. Os filmes do Homem de Ferro e do Hulk , vão-se cruzar a certa altura. Parece que um e outro partilham 3 ou quatro cenas em género de cameo .
 
E por agora é tudo! Um abraço a todos!
publicado por Ricardo Fernandes às 15:52 link do post
tags:
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
23 comentários
22 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
19 comentários
17 comentários
16 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
2016...Para Luz eu te ordeno!..Para luz eu te Orde...
De mora muito parece que n gosta de ganhar dinheir...
Postagem de 2006 comentários 2012 e ja no final de...
To esperando até hoje!! kkk..
cara o jason é o maior maniaco dos filmes o filme ...
Eu me apaixonei com ele
2014 E NADA DE CONSTANTINE 2 ???????????
Gosto muito deste filme não só gosto...
Ele é um boneco muito ruin. Apesa tamb&eacu...
Deculpa mas é velho mesmo
blogs SAPO