21 de Agosto de 2007

Finalmente e após 4 anos sem férias decentes, vou tirar 3 semanas seguidas de férias! Nesse espirito de felicidade e sem arcaboiço mental para escrevinhar seja o que for, resta-me desejar-me umas boas férias porque eu mereço.

Embora não vá já de férias, não tenho podido actualizar o blog e dificilmente o farei no "descanso do guerreiro". Afinal de contas eu quero distância de tudo e quero sobretudo recarregar energias!

Umas boas férias para vocês, que vão, que voltaram ou que estão , meus caros amigos!


É já dia 31...
publicado por Ricardo Fernandes às 15:51 link do post
tags:
14 de Agosto de 2007

Denny Crane! Há uns tempos vi este post e fiquei a magicar com os meus botões: “Mas o quê? Eu nunca vi esta série…”. E tal como o autor desse post, vi um episódio que deu na Fox e tive um daqueles “click’s”. Apanhei o episódio já no fim e vi James Spader e o Grande William Shatner com um charuto numa orelha, com o ar mais ridiculamente normal, como se fosse algo absolutamente normal. A cena que nada de especial tinha, apenas as expressões dos dois, provocou-me uma hilariante gargalhada.

 

Dirigi-me ao Carrefour mas “Boston Legal”, custa para cima de 50€. 17 Episódios por mais de 50€, muito caro e bem… vivemos em Portugal! Como comprei casa há pouco tempo, pensei… hmmm conta da netcabo ou caixa de 17 episódios? Optei pela conta, afinal sempre posso sacar a série entretanto, esperar que baixe o preço da série e adquiri-la na altura. É assim que vivemos…

 

Assim que chegaram os 17 episódios vi-os de enfiada. É a série do momento. Por muito que House seja genial, esta consegue ser melhor porque tem esse mito que é “Denny Crane” (William Shatner). Se Alan Shore está para Gregory House, Denny Crane não está para ninguém.

 

A combinação letal de James Spader e William Shatner é algo de fenomenal. Há muito tempo que não me divertia tanto a ver uma série. A personagem Denny Crane é de tal forma carismática que fascina qualquer pessoa que veja esta série, ora senão… vejamos: Há já vários dias que eu andava a dizer Denny Crane por todo lado. Tive numa despedida de solteiro no sábado e apresentei-me como Denny Crane. A minha namorada já não me podia ouvir a dizer Denny Crane. Ontem finalmente consegui mostrar à minha futura esposa a série e não é que ela se maravilhou com Denny Crane?

 

Boston Legal é uma série criada por David E. Kelley, o mesmo criador de Ally McBeal e The Practice. A sua origem (a de Boston Legal), surge na 8ª season de The Practice. Aqui surgem pela primeira vez os personagens Alan Shore (regular nessa 8ª season) e Denny Crane, um mítico advogado. Um Deus entre os seus pares. Quando Alan, entra em litígio com a sua firma de então, pede a Denny Crane que a sua firma o represente e é aqui se dá inicio ao processo, que o irá levar a trabalhar para a mais conceituada firma de advogados de Bóston: Crane, Poole & Schmidt.

 

Por muito temível que Denny fosse, o certo é que a idade não perdoa e em Boston Legal, é assim que o temos: a decair. A decair mas com estilo! Denny sofre ou a doença de Parkinson ou a doença das vacas loucas. Nós não sabemos, porque Denny também não o sabe. Sem Denny Crane, a série acabaria por cair na trivialidade. É certo que a personagem Alan Shore é divina, que James Spader é um actor brilhante, mas seria como se disse anteriormente um House numa firma de advogados e verdade seja dita, séries de advogados é só escolher.

 

A segunda temporada (que comecei agora a ver) vai acabar por beber conceitos e ideias noutras séries como Seinfeld ou mesmo Scrubs, porque consegue brincar consigo própria. Desde frases como:  "Ah, there you are. I've hardly seen you this episode."; "Oh, please! If there were new guys, they'd have shown up in the season premiere.". Ou ainda a sua ridicularização do papel de Captain Kirk em Star Trek (papel pelo qual já William Shatner era mítico) como uma conversa entre Alan e Denny onde o primeiro afirma “it's caused by sea-lice called cling-ons", ao que Denny replica, "Did you just say Klingons?". A série tem de tudo.

 

Portanto, porque é que William Shatner é o maior? Porque ele é Denny Crane (já agora se alguém quiser um tema para o seu telemóvel de Bóston Legal eu posso disponibilizar. A música também e como mensagem a mítica frase: “Denny Crane”). E já agora, William Shatner é o maior porque é uma máscara da sua cara no papel de Captain Kirk que é a máscara do meu assassino favorito: Michael Myers de Halloween.

 

Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Denny_Crane

 

publicado por Ricardo Fernandes às 14:39 link do post
14 de Agosto de 2007

Entre confirmações e suposições, existem muitas notícias nos últimos dias. Como a maioria não é digna de um post só… vou pura e simplesmente misturar tudo e meter uma foto de uma gaja boa. De acordo? Óptimo.

 

Vamos primeiro ao universo da BD. Alex Ross está de volta à Marvel e com ele volta também um herói conhecido. Para quem não sabe Alex Ross é um “artista” do mundo dos comics, para mim o mais dotado de todos (a série Marvels dele é excepcional) e na última Comic-Con, revelou-nos esta imagem.

 

Freddy Vs. Jason… Vs. Ash! Pois é. Mas temos pena, pois não vai ser um filme. A DC, juntamente com a Dynamic Entertaining, vai lançar uma série de 6 edições, baseado num determinado script que foi aprovado e reprovado pela New Line Cinema. Ao que parece está a ser moda lá pelos states, quando não se faz para TV ou para o grande ecrã, faz-se na BD. Não foi a ultima série da Buffy emitida em BD, após o cancelamento na TV? (posts dedicados ao _Loot_).

 

Jurassic Park IV foi confirmado e a protagonista não é nada mais, nada menos que Laura Dern. É. A senhora que participou no primeiro filme. Despropositadamente ou talvez não, o certo é que todos os protagonistas do primeiro Jurassic Park estão a ter filmes a “solo” na saga. O absurdo desta notícia no entanto, tem a ver com as ideias existentes para o guião… Ao que parece existe a possibilidade de os dinossauros serem meio réptil… meio humano… e… e… com armas! Respirem fundo e rezem. Rezem muito.

 

Eu nunca gostei do Star Trek. Não é bem assim, estou a ser injusto. Nunca me fascinou. No entanto conheço as personagens, vi alguns filmes e as séries. Como se sabe, Abrams vai dirigir o novo projecto de Star Trek e fala-se que está perto de convencer Russel Crowe a aceitar o papel de vilão: um Klingon (e já vos conto uma história curiosa acerca disto… num outro post). Crowe é o favorito pelos estúdios mas também se fala de Tom Cruise. Quem sabe os dois? Era bonito.

 

Resident Evil Extintion tem fotos novas. Eu não vi quase nada, portanto não sei dizer se revela muito ou não. O que sei dizer é que são 96 fotos e estão neste site russo.

 

O site Joblo.com revelou a primeira imagem do novo filme de Johny Depp e desse grande mago da 7ª arte: Tim Burton. Sweeney Todd: The Demon Barber of Fleet Street pelo andar da carruagem só deve estrear em Portugal lá para Dezembro e nesta foto temos um cheirinho desse clima “Burtoniano” que só o grande Tim sabe fazer. A imagem está aqui.

 

Enter The Dragon. Vocês lembram-se deste filme? Pois eu tenho este filme gravado na memória. Se eu penso em Bruce Lee, penso nele com 3 arranhões no peito. Ao que parece e eu já estava a estranhar tanta demora, vai existir um remake. Kurt Sutter foi contratado para o dirigir e pelo que já disse, vamos ver um americano agente do FBI que se vai envolver num grupo underground de artes marciais. Bom… não é lá muito remake é mais baseado em… ou algo assim.

 

Thor já tem guionista e director. Eu só vi Layer Cake recentemente e pelo que vi… é um filme do Guy Ritchie sem… o mesmo! Matthew Vaughn que veremos brevemente em Stardust, realizou Layer Cake e segundo a Variety, foi o escolhido para realizar o filme do Deus Trovão. O guião irá ficar a cargo de Mark Protosevich, que para já é responsável pelo “hit de natal” de 2007 (tenho um feeling): I Am Legend. Vamos aguardar.

 

Conan está de volta ao mundo eterno dos rumores. Infelizmente para aqueles que como eu, são fãs deste bárbaro, o suposto filme não será feito. John Milus o director do filme original, tentou recentemente ressuscitar Conan, até Robert Rodriguez tentou faze-lo, mas embora as intenções da New Line fossem óptimas nunca se fez nada e os direitos da personagem foram para à Millenium Films. Estes últimos pretendem recomeçar do zero. Os dois primeiros filmes “nunca existiram” e vamos é fazer um “Conan Begins”. Oui! Também está na moda.

 



É melhor que um Zombie não?

publicado por Ricardo Fernandes às 11:53 link do post
tags: ,
07 de Agosto de 2007

Shia LaBeouf está na moda. E está muito bem. O miúdo está a tornar-se um excelente actor e a prova viva é ser ele o motor onde assentam os filmes que faz. Até em Transformers, grande parte do sucesso do mesmo foi devido à capacidade artística deste jovem senhor do cinema.

 

Disturbia, é catalogado como um remake de “Janela Indiscreta” sem nunca se declarar como tal. Obviamente assenta aí as suas origens, mas não deixa de ser ou ter os seus momentos originais. Achei-o uma lufada de ar fresco em tanto filme indiferente que ronda as nossas salas de cinema. A realização de DJ Caruso é sóbria. O filme, ou não soubéssemos já o seu final por antecedência, é paciente, moroso sem nunca cair no desespero da inércia, levando-nos passo a passo até chegarmos ao clímax por que esperamos. À falta de acção durante a maioria do filme, temos um Shia LaBeouf sempre ritmado e extremamente expressivo a conduzir o filme. A ele junta-se Sarah Roemer, a sua vizinha extremamente sexy cuja relação faz pensar que o filme não é aquilo que aparenta e sim uma história de amor adolescente, Aaron Yoo que juntamente com Shia faz o alívio cómico ao filme, Carrie Ann-Moss a mãe de Shia e por fim o sempre duro e enigmático David Morse (impressionante a forma como cada vez que aparece, transmite a sensação de mau estar no espectador).

 

Kale (Shia) está a passar por um período conturbado na sua vida. O seu pai faleceu num acidente de carro e a sua mãe trabalha dia e noite para os sustentar. Na escola as coisas não podiam também estar pior. Kale agride um professor e é condenado a 3 meses de prisão domiciliária.

Em casa e de castigo, Kale transforma-se num voyer, dando largas ao uso da nova tecnologia e dos velhos… Binóculos. É assim que conhece a sua nova vizinha que o vai fazer voar sem sair do mesmo sítio. Kale também desenvolve um fascínio por um vizinho (David Morse) que embora tenha sempre passado despercebido, afinal não é aquilo que aparenta.

 

Um bom filme, divertido e com uma boa dose de suspense.

7/10


publicado por Ricardo Fernandes às 15:36 link do post
tags: ,
07 de Agosto de 2007

Por falar em remakes, mais um nos vai chegar. O remake do filme “Terror Train” de 1980. Este original teve nomes como Jamie Lee Curtis, Vanity, Hart Bochner (aka Ellis de DIE HARD) e o ilusionista David Copperfield no elenco.

 

Este novo, diz o realizador Gideon Raff, que nada terá a ver com o original. Será uma equipa que ao perder o comboio após uma noite de farra, apanha outro que não é completamente normal… Terá a presença de Thora Birch (American Beauty).


Ela agora está loira.
publicado por Ricardo Fernandes às 15:34 link do post
tags:
07 de Agosto de 2007

Não sabem o que é? Eu também não sabia. [REC] é um filme dos directores espanhóis Jaume Balagueró e Paco Plaza, que ainda nem sequer estreou. Pois é! Só em Outubro é que irá estrear no país vizinho.

 

Embora ainda não tenha visto a luz do dia, a Screen Gems e Roy Lee, já estão a planear a versão americana do filme. É Hollywood no seu melhor.

 

É a história de uma repórter que fica presa com o seu camera man num edifício e aí faz uma reportagem sobre o surto de Zombies que invade o país. Pelos a filmagem será no estilo de reportagem, ao jeito de “The Blair Witch Project” e do quinto filme de zombies de George Romero, “Diary of The Dead” a estrear no final deste ano, inícios do próximo.



Manuela Velasco é a actriz principal da versão espanhola.
publicado por Ricardo Fernandes às 15:32 link do post
tags:
07 de Agosto de 2007

Para quem gosta de Zombies, já chegou ao final do Resident Evil 4, está à espera de jogar o 5 e ainda não tem uma Xbox360 para jogar ao Dead Rising, pode dirigir-se ao site que Sony fez para correr um mini-jogo em flash de destruição massiva de Zombies.

 

O Jogo está aqui.

 


publicado por Ricardo Fernandes às 15:31 link do post
tags:
07 de Agosto de 2007

Pára tudo. Estava descansado da vida a ler o Joblo, quando vejo esta notícia. Ridley Scott, o mesmo tipo que fez filmes como Aliens, ou mais recentemente o Gladiador, falou publicamente sobre o quão interessante será o filme.

 

Na noticia e embora haja um ênfase em se fazer este filme, fiquei sem perceber se o discurso dele é sobre fazer o filme, ou o quão interessante seria fazer este filme. De qualquer forma, Ridley diz que é interessante ver o quão as pessoas mudam a jogar este jogo, a ganância pelo dinheiro faz com que se voltem uns contra os outros, mesmo jogando entre familiares.

 

Na mesma notícia, fala nas actrizes a serem sondadas. Saltaram os nomes de Scarlett Johansson e Kirsten Dunst, quiçá as duas!

 


publicado por Ricardo Fernandes às 15:27 link do post
tags:
02 de Agosto de 2007

Não, nem pensar. E logo as duas… Não queriam mais nada. Nenhuma tem um filme porno caseiro, nem irá entrar num filme porno. No entanto, ambas foram convidadas para serem as actrizes principais num argumento cuja história (verídica), versa sobre a vida de uma Porno Star, com a promessa de um possível Óscar.

 

Embora nenhuma das fontes diga sobre que Porno Star é o argumento, tudo indica que será Jenna Jameson. O papel envolveria muita nudez e nem uma nem outra, acham ser o momento ideal da carreira para mostrar as divindades que carregam abaixo do queixo.

 

Para Johansson, ela só está a adiar o inevitável, tanto no Óscar como na liberdade das ditas cujas e para Jessica Simpson… Bem… essa nem que se mostre toda, virá a ganhar um Óscar… Mas ela que se mostre!


publicado por Ricardo Fernandes às 10:48 link do post
tags:
02 de Agosto de 2007

Não sei se já tinha falado de “Origins”, mas se não falei, é já a seguir. “Heroes Origins” é uma espécie de “Spin-Off” da série. Ao invés das reposições habituais das séries enquanto se espera por uma nova temporada, a NBC resolveu ir mais longe e apostou num formato diferente, quiçá inovador.

 

“Origins” vai contar diferentes histórias de super heróis e em como as suas acções ou poderes afectaram os Heróis que conhecemos da primeira série e provavelmente dos presentes na segunda. Não sendo isto já suficiente, o publico vai poder votar nos heróis que mais gostarem para estes participarem activamente na segunda série.

 

A cereja no topo vem com o anúncio do realizador do primeiro episódio. Nada mais, nada menos que Kevin Smith. Esse mesmo, o Silent Bob.


publicado por Ricardo Fernandes às 10:47 link do post
tags:
Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
23 comentários
22 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
19 comentários
17 comentários
16 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
2016...Para Luz eu te ordeno!..Para luz eu te Orde...
De mora muito parece que n gosta de ganhar dinheir...
Postagem de 2006 comentários 2012 e ja no final de...
To esperando até hoje!! kkk..
cara o jason é o maior maniaco dos filmes o filme ...
Eu me apaixonei com ele
2014 E NADA DE CONSTANTINE 2 ???????????
Gosto muito deste filme não só gosto...
Ele é um boneco muito ruin. Apesa tamb&eacu...
Deculpa mas é velho mesmo
blogs SAPO