04 de Abril de 2008

Between the time when the oceans drank Atlantis, and the rise of the sons of Aryas, there was an age undreamed of. And unto this, Conan, destined to wear the jeweled crown of Aquilonia upon a troubled brow. It is I, his chronicler, who alone can tell thee of his saga. Let me tell you of the days of high adventure!

 

Há filmes que guardamos na memória, como uma das melhores aventuras que tivemos frente à tela, mas ainda assim são considerados filmes menores da Sétima Arte. Como o Edgar tem o “The Mist” no coração e o Knoxville terá “The Notebook” e ainda o JBM terá “Attack of The Killer Tomatoes” (e pronto já fiz a piada do dia!), eu tenho sempre presente: Conan The Barbarian!

 

Ao mesmo tempo que cresci com o Homem-Aranha onde a visão entre o bem e o mal estiveram sempre distintas e separadas, onde o herói é virtuoso e pratica acima de tudo o bem, Conan surgiu-me como um herói ambíguo, onde não havia esta distinção do bem e do mal e onde a morte era uma constante. Violência, fornicação, roubo – três palavras que definiam o que via em Conan. Com 6 anos via assim Conan, como um misto de heroi-criminoso. Como é obvio não estamos aqui para falar da minha infância onde me divertia a ver tipo em colant’s e semi-nus (?!?!?!?!?!?!?), mas sim de um dos filmes que mais me marcou.

 

Subotai: I have not eaten for days.
Conan: And who says you will?

 

Conan foi criado por Robert E. Howard como personagem literária por volta do ano de nosso senhor de 1932. Howard é descrito nos extras do DVD, como uma figura altamente instável, diz-se que era um pouco paranóico e que teve períodos de reclusão onde se barricava em casa (madeiras nas janelas e portas), armado com caçadeiras até aos dentes. Foi num desses momentos que criou Conan. A lenda conta que Howard sentado frente à sua máquina de crescer, numa noite muito escura, vislumbrou pelo canto do olho a ponta de um machado e ouviu uma voz densa que lhe disse, para não olhar para trás e escrever a história da sua vida tal como a iria contar. Na sua loucura Howard sentiu Conan nas suas costas e em 72 horas sem parar, escreveu aquela que foi a sua primeira aventura literária de Conan. Durante dias, Conan foi-lhe surgindo pelas costas e Howard foi escrevendo, com medo de ser morte pelo Cimério.

 

Thulsa Doom: You broke into my house, stole my property, murdered by servants and my pets, and THAT is what grieves me the most! You killed my snake...

 

O filme é baseado em várias histórias de Conan e manipulado noutras áreas, como o seu crescimento ou o envolvimento com Thulsa Doom (James Earl Jones) que surgiram apenas par o filme. A série de desenhos animados que passou nos anos 90 em Portugal, foi baseada por sua vez nos dois filmes e não na BD ou na personagem literária. A ideia deste filme surge em 1977 e demorou 5 anos até chegar ao grande ecrã. Os extras no DVD, relatam várias curiosidades acerca do filme. Desde a sua concepção, o script original de Oliver Stone, a escolha de Schwarznegger e a aproximação a Dino De Laurentis que tornou possível este filme. Oliver Stone criou uma história com vários elementos fantásticos até então pouco utilizados, desde mutantes a clones genéticos o script original tinha de tudo. Quando Stone e Edward Summer (detentor dos direitos) não conseguiam angariar fundos e achar um realizador para o filme (Ridley Scott recusou dirigi-lo), aproximaram-se  do então produtor italiano Dino de Laurentis, que gostou da ideia e investiu milhares nesta produção. Dino não queria Schwarznegger no filme. Ele cujo sotaque italiano ainda hoje não se percebe, achava que Arnold seria “taralhoco” demais e que a pronuncia iria estragar o filme. Há até uma história curiosa que ainda o irritou mais: Arnold entra no gabinete de Dino para o conhecer e primeira frase que dispara da sua boca é: What does a little man like you with a desk that big?

 

Thulsa Doom: Now they will know why they are afraid of the dark. Now they learn why they fear the night.

 

De Laurentis acabou por aceitar Arnold e dar imensa liberdade na escolha do casting, apenas exigiu que o realizador fosse John Milles. Milles que era na altura mais conhecido pelos seus bons argumentos do que propriamente pela realização de filmes, acabou por praticamente reescrever todo o guião e partir não para insectos gigantes e clones, mas para a guerra bárbara e medieval que sonhava para Conan. A maioria do elenco que escolheu não foi pela qualidade de actuação mas sim pela postura e presença física. Aliás ele foi extremamente inteligente, no que toca a diálogos, onde a maioria dos principais actores fazias as cenas de força bruta e o dialogo foi deixado para profissionais como James Earl Jones e Max Von Sydow (Imperador Ming em Flash Gordon). Para além de Arnold, conhecido por ser um Body Builder, Sandahl Bergman (Valéria) era dançarina, Gerry Lopez (Subotai) era surfista e os companheiros de James Earl Jones eram jogadores de Futebol Americano.

 

The Wizard: Why do You Cry?

Subotai: He is Conan, Cimmerian, he won't cry, so I cry for him.

 

O filme é para mim, um dos melhores de sempre. Têm tudo o que gosto. Drama, vingança, mulheres, porrada com fartura, frases míticas e é histórico! Está bem filmado, a história é apelativa, com cenas de completamente arrepiantes (aquele final é algo de extraordinário) e numa altura onde não existiu CGI, as paisagens (da nossa vizinha Espanha) são do mais belo que existe, as lutas estão bem montadas (claro que sem grandes movimentos e por vezes notamos mesmo que não há contacto), o sangue a determinada altura parece plástico, mas tudo se supera através de enormes sequências ainda hoje lendárias. Não nos podemos esquecer da Banda Sonora que acompanha o filme. De Basil Poledouris é o melhor score de sempre e ainda hoje quando o oiço no Ipod, arrepio-me da cabeça aos pés!

 

Conan: Crom, I have never prayed to you before, I have no tongue for it. No one, not even you, will remember if we were good men or bad, why we fought or how we died. No, all that matters, is that two stood against many. That's what's important. Valour pleases you, Crom, so grant me one request: grant me revenge! And if you do not listen, then to hell with you!

 

Tenham complacência comigo… Todos temos os nossos filmes que embora tenhamos consciência que não são nada de especial, significam para nós o mundo! Apenas em nota final, o DVD é barato (cerca de 6€) e trás documentários interessantes. É pena é que em Portugal, não exista um trabalho eficiente de tradução. Por norma temos o filme traduzido. Os extras… que se lixe. Ninguém os vê.

 

10/10

 

Em 2009 sairá um novo filme de Conan, sem o governador… no entanto para além da data de presumível estreia não tenho mais informações.

publicado por Ricardo Fernandes às 12:19 link do post
tags: ,
Confesso que sempre gostei mais do segundo- Conan The destroyer. Tenho este em DVD, quero ver se arranjo o segundo também!
Abraço
Dreamweaver a 4 de Abril de 2008 às 13:53
n existe no nosso mercado! :(
Espera lá... Não percebi... Estás a insinuar que eu gostei do "The Mist"?? :P

É o inverso, rapaz!
Edgar Ascensão a 4 de Abril de 2008 às 13:58
"Como o Edgar tem o “The Mist” no coração e o K<noxville terá “The Notebook” e ainda o JBM terá “Attack of The Killer Tomatoes” (e pronto já fiz a piada do dia!)" --- ênfase na piada do dia! Eu sei perfeitamente que n gostaste e aí está a piada, o knox é porque é muito gay gostar-se daquele filme, e o JB porque sim :D Abraço!
À frente do The Notebook, ainda está o "Sweet November". Vá goza!
Knoxville a 5 de Abril de 2008 às 01:17
Ok... Deixa tar! Não vale a pena!
Hmm... Como descobriste isso dos Killers Tomatoes? ;P (ai... estes salafrários...)
JBM a 7 de Abril de 2008 às 00:22
Escolha porreira não é? :D Acho que está para aí a saltar o Remake!
Abril 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
19
20
24
25
26
27
29
Posts mais comentados
23 comentários
22 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
19 comentários
17 comentários
16 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
2016...Para Luz eu te ordeno!..Para luz eu te Orde...
De mora muito parece que n gosta de ganhar dinheir...
Postagem de 2006 comentários 2012 e ja no final de...
To esperando até hoje!! kkk..
cara o jason é o maior maniaco dos filmes o filme ...
Eu me apaixonei com ele
2014 E NADA DE CONSTANTINE 2 ???????????
Gosto muito deste filme não só gosto...
Ele é um boneco muito ruin. Apesa tamb&eacu...
Deculpa mas é velho mesmo
blogs SAPO