18 de Março de 2008

Mesmo que em contos de fada trágicos, eu gosto pouco de cantorias. Cada vez que um filme é musical, desliga-se uma ficha qualquer no meu cérebro e eu sou incapaz de o ver. Neste filme existiam três parâmetros que permitiam a ficha continuar ligada, ainda que muito fragilmente: Tim Burton, Johnny Depp e Helena Bonham Carter.

 

Assim vi este filme. Completamente com um pé atrás, ainda que de um dos meus realizadores favoritos. É a história de um barbeiro inocente, traído pelo magistrado local para lhe roubar a mulher que era o alvo da sua cobiça e que é enviado para prisão. Retorna anos mais tarde, sedento de vingança e acaba por encontrar Mrs. Lovett que usa a mente perversa, outrora inocente, do barbeiro, para levantar o seu negócio, ao mesmo tempo que lhe vai saciando a sua vingança.

 

“O Demónio Barbeiro da Rua das Pulgas” é um filme extraordinário. Se há magia e motivação em ver filmes de Tim Burton é a mestria com que joga as cores escuras e o vermelho, neste caso escuro e não vivo. E este filme é mais uma vez arte em movimento. Melhor: são navalhas em movimento, que nos dão litros e litros de sangue vermelho escuro que de tal forma é proporcionado para provocar um misto de indiferença e de choque (pois nota-se perfeitamente que é falso) que é nada mais nada menos que brilhante. Depp está magnifico e até convence enquanto cantor; Carter também o faz, sendo curioso que esteve grávida durante a gravação deste filme; até Sasha Baron Cohen demonstra que é muito mais que Ali G e Borat; e claro Alan Rickman, nem é sequer necessário falar. A história então, contem todos os elementos de uma verdadeira tragédia grega. É sublime ver algo assim, tão brilhantemente montado e orquestrado.

 

Infelizmente, eu não me dou com cantorias e embora tenha gostado bastante do filme, não consigo enquadra-lo como brilhante. Achei que tudo está excepcionalmente montado, mas a cantoria… dá cabo de mim. É no entanto um dos grandes filmes estreados neste primeiro trimestre em Portugal. Para quem gosta de musicais é imperdível, para quem como eu não gosta… é melhor gostar bastante de Tim Burton.

 

8/10

publicado por Ricardo Fernandes às 11:33 link do post
tags: ,
Eu não percebo como alguém pode não gostar de musicais!!! O mundo seria até bem melhor se todos resolvessemos os problemas (e as pequenas vinganças) a cantar e a dançar :P Só aquela cena do Depp e da Carter a planear as empadas de carne humana é DIGNA DE GÉNIO!
adorei o filme :) 10 em 10
Filipa a 18 de Março de 2008 às 13:38
Eu sou um deles... não vou muito à bola com musicais. Por isso é que o deixei para o DVD.
Abraço
Dreamweaver a 18 de Março de 2008 às 15:13
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
15
16
21
22
23
26
29
31
Posts mais comentados
23 comentários
22 comentários
20 comentários
20 comentários
20 comentários
19 comentários
17 comentários
16 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
2016...Para Luz eu te ordeno!..Para luz eu te Orde...
De mora muito parece que n gosta de ganhar dinheir...
Postagem de 2006 comentários 2012 e ja no final de...
To esperando até hoje!! kkk..
cara o jason é o maior maniaco dos filmes o filme ...
Eu me apaixonei com ele
2014 E NADA DE CONSTANTINE 2 ???????????
Gosto muito deste filme não só gosto...
Ele é um boneco muito ruin. Apesa tamb&eacu...
Deculpa mas é velho mesmo
blogs SAPO